“A corrupção é uma serial killer”, diz Dallagnol a deputados

Posted by

deltan 1

“A corrupção mata. A corrupção é uma serial killer que se disfarça de buracos de estradas, em falta de medicamentos, crimes de rua e de pobreza. Estima-se que se desvia no Brasil, pela corrupção, R$ 200 bilhões. Esse valor poderia triplicar o investimento federal em saúde ou educação ou quintuplicar o que se investe em segurança pública. Nós poderíamos ter um país muito melhor.”

Essas foram as palavras contundentes do procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa do Ministério Público Federal que atua na Operação Lava Jato. Ele discursou nesta quarta-feira, 22 de junho, na Câmara do Deputados, em Brasília, ao discutir o Projeto de Lei (PL 4.850/16) que reúne as medidas contra a corrupção sugeridas pelo Ministério Público brasileiro.

As “10 Medidas Contra a Corrupção” reúnem 20 propostas de alterações legislativas que visam aprimorar a legislação brasileira de combate à corrupção. Busca-se, entre outros ajustes, a criminalização do enriquecimento ilícito; aumento das penas e crime hediondo para corrupção de altos valores; celeridade nas ações de improbidade administrativa; reforma no sistema de prescrição penal; responsabilização dos partidos políticos e criminalização do caixa 2. O pacote anticorrupção recolheu mais de 2 milhões de assinaturas.

Advertisements
Anúncios

One comment

Deixe uma resposta