República de Curitiba

Início » Uncategorized » Como a esquerda está sabotando o futuro dos estudantes

Como a esquerda está sabotando o futuro dos estudantes

Estatísticas do blog

  • 1,654,269 cliques
novembro 2016
S T Q Q S S D
« out    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Facebook da Republica de Curitiba

escola-ocupada-2x

Em 1961, foi realizada por Fidel Castro uma campanha nacional de educação e Cuba tornou-se o primeiro país do mundo a erradicar o analfabetismo. Cuba completou, em 2011, 50 anos sem analfabetismo e com os melhores índices de educação das Américas (segundo dados fornecidos pela ditadura castrista). Mas como está o país hoje?

Nas Américas, os cubanos só não são mais miseráveis que os haitianos.

Nesse sentido, surge a questão: por que simplesmente o modelo de educação universal e socialista não diminuiu a pobreza e o atraso do país?

Muito provavelmente porque a referência de educação, defendida pela esquerda e que não aceita reformas, prepara seus alunos para um mundo que não existe mais. Se pudéssemos transportar um engenheiro de cem anos atrás para uma indústria de hoje ele não teria ideia do que fazer. Mas se fosse um professor, ele encontraria na sala de aula a mesma lousa, os mesmos alunos enfileirados. Nenhum novo desafio.

O Brasil tem hoje, no ensino médio, o maior gargalo da educação, com desempenho estagnado e altas taxas de evasão e reprovação. Os jovens não gostam, não aprendem e estão abandonando as escolas para fazer cursinhos preparatórios para o Enem. O nosso modelo é o único no mundo que é engessado e que tem treze disciplinas por ano. Treze disciplinas em quatro horas por dia.

Por isso, a ampliação gradual da jornada curricular, expansão do ensino em tempo integral, formação profissionalizante e a flexibilização do currículo nas grandes áreas do conhecimento (linguagem, matemática, ciências da natureza e humanas e formação técnica e profissional) se tornaram tão importantes.

Apesar disso,hoje, movimentos de esquerda, com objetivos puramente corporativos, se opõem radicalmente, cooptando parte do público estudantil para ocupar escolas e impedir as inovações tão necessárias e urgentes.

O mundo está evoluindo para um patamar de alto valor agregado, em que não basta construir uma estrada, por exemplo, mas sim uma estrada apta para o trânsito intenso. O Brasil, infelizmente, poderá continuar à margem desta evolução.

Para se ter uma ideia, cerca de  1,1 milhão de estudantes brasileiros com 15 anos não têm capacidades elementares para compreender o que leem nem conhecimentos essenciais de matemática e ciências, segundo o relatório divulgado, em fevereiro deste ano, pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). O estudo, mostrou também que o Brasil ficou entre os dez países com mais alunos com baixo rendimento escolar, em uma avaliação de 64 nações.

É fácil concluir que, se não for implantada uma reforma do ensino médio, teremos muitos anos ainda de atraso e o caminho certo para a total falência da educação dos jovens brasileiros. Não há dúvidas de que evitar mudanças e inovações no atual modelo de educação é sabotar o futuro dos nossos estudantes.

Elisa Robson é jornalista, especialista em Marketing e Negócios, mestre em Comunicação e Linguagens e administradora da página República de Curitiba.

3 de outubro de 2016

foto-elisa-x


2 Comentários

  1. Antonio Valdemar Padovani disse:

    Elisa, eu acredito que a situação dos estudantes brasileiros é pior, bem pior do que você expõe. E não é de agora, não. Parece-me que a ONU ( ou outro órgão voltado para a educação e ligado a ela ), a cada três (03) anos efetiva uma avaliação, a nível mundial, do sistema de ensino, envolvendo mais de uma centena de países. Promove uma prova com os melhores estudantes indicados por esses países e o Brasil consegue a gloriosa proeza de situar-se entre os três piores. Isso vem ocorrendo desde que foi implantado.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Vera disse:

    Elisa, você só pode ser uma blogueira ressurgida das trevas de um peido de satanás, Como assim, investir em educação e combater o analfabetismo é caminhar rumo a miséria? Qual é a tua garotinha mimada, és parente de Beto Richa,o monstro que desviou 20 milhões da educação para se reeleger?

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

República de Curitiba

%d blogueiros gostam disto: