República de Curitiba

Início » Uncategorized » “A Justiça precisa aplicar remédios amargos”, afirma Sérgio Moro sobre o Brasil

“A Justiça precisa aplicar remédios amargos”, afirma Sérgio Moro sobre o Brasil

Estatísticas do blog

  • 1,654,269 cliques
novembro 2016
S T Q Q S S D
« out    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Facebook da Republica de Curitiba

moro-remedio

O juiz Sérgio Moro declarou que, de todo o trabalho de investigação que a Lava Jato tem desenvolvido até aqui, a descoberta que o deixou mais chocado foi a “naturalização da prática da corrupção” e que, por isso, a “Justiça precisa aplicar remédios amargos”. Ele afirma que foi “bastante perturbador” ver que a corrupção era como uma espécie de regra do jogo, em que empresários pagavam como uma prática habitual e agentes públicos recebiam como se fosse algo também natural.

“Chamou atenção a constatação de que algumas pessoas que haviam sido condenadas na ação penal 470 (mensalão no Supremo Tribunal Federal) persistiam recebendo propinas nesse outro esquema criminoso na Petrobrás. Foi uma coisa bastante perturbadora”, destaca Moro.

Ele relembra ainda o caso ex-senador Gim Argello (PTB), que foi condenado pela Justiça Federal, em outubro deste ano, à 19 anos de prisão. Argello foi vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, em 2014.

“Houve situações constatadas de pessoas recebendo propina em fase adiantada (da Lava Jato). Um dos casos que chamou muito a atenção, um caso já julgado, por isso posso afirmar mais livremente, de um pagamento de propina a um membro da CPMI da Petrobrás, instalada em 2014.

(…) se constatou que o vice-presidente da comissão solicitou e recebeu propina dos investigados. Por isso tenho dito: precisa aplicar remédios amargos. A Justiça precisa ser efetiva para demonstrar que essa prática não é tolerada.”

Na época, a força-tarefa da Lava Jato revelou que Argello solicitou vantagem indevida para evitar que os empreiteiros fossem chamados para depor CPMI da Petrobras.

Na ocasião da prisão do ex-senador, Moro declarou: “O condenado, ao invés de cumprir com seu dever, aproveitou o poder e oportunidade para enriquecer ilicitamente, dando continuidade a um ciclo criminoso. A prática de crimes por parlamentares, gestores da lei, é especialmente reprovável, mas ainda mais diante de traição tão básica de seus deveres públicos e em um cenário de crescente preocupação com os crimes contra Petrobrás”.

O juiz determinou que o confisco dos bens e a indenização imposta na senteça (R$ 7,350 milhões) fossem revertidos ao Congresso Nacional e não à Petrobras, como ocorreu em outros processos da Lava Jato – situação inédita dentro da operação. “Para este crime, a vítima não foi a Petrobrás, mas o Congresso, representando o recebimento de propina por integrante da Comissão Mista Parlamentar de Inquérito, uma afronta à dignidade do Parlamento”, afirmou o juiz.

Com informações do G1 e de O Estado.

6 de novembro de 2016


7 Comentários

  1. Concordo plenamente; isso não pode continuar!…

    Curtir

  2. Remo Neto disse:

    A maior preocupação que temos que ter é a respeito dos processos que ficam anos no STF e não tem uma solução e quando tem, anos depois da denúncia, são protetivas a políticos corruptos, ou são engavetados ou prescritos. Só são julgados processos que o governo tem interesse. O STF é a mãe da corrupção.

    Curtir

  3. Rosemeire disse:

    Estou preocupadíssima pois o Renan Calheiro está doido para “Afrontar a Lava-Jato” aprovando a lei de abuso de autoridade…para livrar ele próprio, lula, gleisi, maridão assaltante de aposentados, e tantos outros mais…
    Ainda mais agora que o Toffoli blindou mais uma vez o Renan…Sei não.

    Curtir

  4. cesar magno disse:

    Infelizmente somos todos contra essa corja de vermes que putrefazem o país , mas sabemos que temos um STF que compactua com os bandidos e tenho certeza que isso tudo vai acabar em uma bela PIZZA !!!! como sempre !!!!

    Curtir

  5. Maria das Dores Moreira Alves disse:

    Pobre Sergio Moro e sua equipe, como vão lutar dentro de covil de serpentes venenosas que tentam aniquila-los de todas formas possíveis e viáveis, e tentam até o impossível. Esses latrocidas incluindo o chefe LULA, e os três poderes, tudo está podre, derretendo, aos pedaços.

    Curtir

  6. jURIMAR disse:

    o mais grave de tudo mesmo é encarar o crime como algo sem carga emocional como algo simples , corriqueiro. Devemos nos impor com veemência contra isso por que se assim não for terão sucumbido os verdadeiros motivos de nossa existência será a falência da humanidade . É preciso que continuemos maioria e continuarmos nos opondo em defesa do que tem a ver com os princípios capazes de nos elevar e nos oferecer no final o verdadeiro lindo sentido da vida : a justiça, o amor sob o signo da PAZ e da FÉ POIS AFINAL FOMOS FEITOS A SEMELHANÇA DE DEUS e como DEUSES DEVEMOS ESTAR A ALTURA DE NOSSA ORIGEM DIVINA AFAS, simples assim.TANDO DO CONVÍVIO DA SOCIEDADE SAUDÁVEL ESSA MANCHA A FIM DE EVITARMOS A CONTAMINAÇÃO DESSES VÍRUS E BACTÉRIAS. SIM JUIZ MORO UMA ÁRVORE MÁ DEVE SER TOMBADA E JOGADA AO FOGO !!!

    Curtir

  7. Maria Christina Lanna disse:

    MORO POR FAVOR NÃO NOS ABANDONE COM ESSES CHACAIS

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

República de Curitiba

%d blogueiros gostam disto: