República de Curitiba

Início » Uncategorized » A histeria na classe política: muito além do que você vê

A histeria na classe política: muito além do que você vê

Estatísticas do blog

  • 1,654,269 cliques
novembro 2016
S T Q Q S S D
« out    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Facebook da Republica de Curitiba

suplicy-e-gar

Anthony Garotinho, ex-governador do Rio de Janeiro, não reagiu bem ao ser transferido do hospital para o complexo penitenciário de Bangu, ontem. Esperneou e fez escândalo ao entrar na ambulância. Mas ele não foi o único político a dar “espetáculo” diante de uma ação da polícia neste ano.  Em julho, o ex-senador do PT Eduardo Suplicy foi detido pela Polícia Militar (PM) após um protesto na Zona Oeste de São Paulo. Ele se deitou na rua para impedir a reintegração de posse e foi carregado por policiais.

Esses dois episódios, embora com motivos distintos, revelam o comportamento histérico da classe política diante daquilo que determina a lei. São reações desproporcionais de quem não aceita a ação de uma autoridade policial.

Outro aspecto, muito interessante, diz respeito ao fato de que essas cenas são também icônicas para representar a histeria que está tomando conta dos políticos nos bastidores. Da mesma forma que Garotinho e Suplicy ficaram atordoados diante da Justiça, os políticos estão em completo pavor com as medidas anticorrupção.

Nesta semana, vimos as maiores aberrações sendo cometidas por parlamentares. Um boicote a temas extremamente importantes e de grande apoio popular. As batalhas ocorreram, e continuam, em torno da manutenção do foro privilegiado, da modificação da lei de abuso de autoridade e da alteração das regras dos acordos de leniência. Mas, talvez, nada tenha sido tão esquizofrênico quanto ao que aconteceu durante na comissão especial para votar o pacote das 10 Medidas.

A comissão que analisa o projeto com medidas de combate à corrupção não votou o relatório final nesta quinta-feira (17) por falta de quórum. Embora os deputados não tenham dado sequer uma satisfação para sociedade, acredita-se que a ausência dos parlamentares ocorreu porque eles não ficaram satisfeitos principalmente com os pontos de criminalização do caixa 2, responsabilização de partidos políticos em casos de corrupção e prisão preventiva para recuperar recursos desviados.

Eles estão agindo de todas as formas para boicotar o projeto. No primeiro dia marcado para votação, os partidos trocaram, de última hora, os deputados que estavam alinhados com as 10 Medidas. No dia seguinte, tentaram se organizar para elaborar um parecer alternativo ao relatório oficial que desse anistia explícita a quem praticou caixa 2 antes da aprovação do projeto. E, por último, cancelaram a reunião por falta de quórum. A próxima reunião será na terça, dia 22.

O nível de penetração da corrupção no poder público é maior do que imaginávamos. Isso significa que os políticos continuarão a trabalhar em conjunto para limitar o alcance da Justiça. Eles ainda vão jogar para alterar leis que auxiliam acusados e não reformar outras   para combater as mudanças nos modelos de operação de pagamentos de propinas, por exemplo.

É por isso que a opinião pública precisa se manifestar e reagir. Muitos problemas poderão ser solucionados se crimes, como o caixa 2, forem melhor enquadrados na lei. E nós, ao contrário da classe política, precisamos estar bem lúcidos e atentos. Não podemos parar de nos indignar.

18  de novembro de 2016.

Elisa Robson é jornalista, especialista em Marketing e Negócios, mestre em Comunicação e Linguagens e administradora da página República de Curitiba.

foto-elisa-x


1 Comentário

  1. Dionei disse:

    A única solução é uma intervenção! Ou militar ou civil!! Não se deram conta ainda? Ou vão ficar esperando os chefes de quadrilha criarem leis para destituir suas próprias quadrilhas?

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

República de Curitiba

%d blogueiros gostam disto: