Fraudes em pequenos municípios podem superar o Petrolão em “um milhão de vezes”, diz especialista da CGU

Posted by

 

wagner-rosario-2

O secretário do Ministério da Transparência, Fiscalização e CGU (Controladoria-Geral da União), Wagner Rosário,  estima que esquemas de fraudes e desvios de recursos públicos que atingem pequenos municípios com baixo IDH podem superar em “um milhão de vezes” o rombo na Petrobrás descoberto na Lava Jato. Em entrevista concedida ao jornal O Estado de S. Paulo, ele explicou:

“As consequências são muito mais altas do que bilhões de desvios em obras. Não são só R$ 4 bilhões. Um estudo econométrico da consequência disso para um País chega na casa de trilhão. São R$ 4 bilhões camuflados, pode transformar isso em uma quantidade um milhão de vezes maior do que os prejuízos que a Petrobrás apresenta”, alertou o especialista em referência à Operação Lava Jato, que abriu a caixa preta do grande esquema de propinas instalado na estatal petrolífera entre 2004 e 2014.

Em 13 anos, a CGU deflagrou, em parceria com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, 247 ações de investigação de verbas federais. Além das fraudes milionárias, o órgão achou obras paralisadas e abandonadas, má conservação de equipamentos, armazenagem inadequada de medicamentos e falta de infraestrutura nas escolas.

“Quando você retira merenda de uma criança, você tira a possibilidade de crescimento daquele município a médio e longo prazo. É uma geração inteira que você está matando”, adverte Rosário, há 8 anos na CGU.

Recomendamos a visita na página para ler a entrevista na íntegra: http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/e-assassinato-da-esperanca-diz-executivo-da-controladoria-sobre-desvios-da-merenda/

 

 

 

Advertisements
Anúncios

One comment

Deixe uma resposta