Pela 3ª vez, PT interrompe gravações do filme sobre a Lava Jato

Posted by

filme-lj-2

As gravações do filme “Polícia Federal: A Lei é para Todos”, sobre a Operação Lava Jato, que vem sendo rodado em Curitiba desde meados de novembro, já sofreram três interrupções por causa de liminares do PT concedidas pela Justiça. A informação é do colunista Reinaldo Bessa.

O longa-metragem retrata os bastidores da investigação e deve chegar aos cinemas em maio de 2017. A princípio, trata-se do primeiro filme de uma trilogia sobre o tema. A equipe é comandada pelo diretor Marcelo Antunez — de blockbusters como “Qualquer gato vira-lata 2” e “Até que a sorte nos separe 3’’ (ambos de 2015)

Apesar de ficcional, a obra vai retratar as fases e os principais acontecimentos da Lava-Jato. Os locais que fazem parte do cotidiano do juiz Sérgio Moro em Curitiba — como o prédio da Justiça Federal e da Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde leciona — servirão de cenários para o filme, que também será gravado em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro.

Com um valor de produção de R$ 13,5 milhões, “Polícia Federal — A lei é para todos” foi financiado inteiramente com recursos de empresas privadas. De acordo com o produtor, Tomislav Blazic, inicialmente, o filme foi registrado junto à Agência Nacional do Cinema (Ancine) para se tentar algum tipo de captação de dinheiro público, por meio de leis de incentivo fiscal para o audiovisual ou editais.

— Mas resolvemos tirar (qualquer tentativa de financiamento) da Ancine em função do tema ser altamente sensível e de depois nos acusarem de usar recursos públicos. Aí mudamos a estratégia — conta Blazic.

O tema do longa-metragem, o produtor afirma, foi um facilitador para conseguir a verba.

Na ficção, o juiz Sérgio Moro será interpretado por Rodrigo Lombardi e o diretor da PF, Leandro Daiello, por Werner Schunemann. Antonio Calloni viverá o delegado Igos de Paula, coordenador da Lava Jato, e Flávia Alessandra, a delegada Èrika Marena. O ator Rainer Cadete será o intérprete de Deltan Dallagnol.

Advertisements
Anúncios

One comment

  1. Republiqueta de Curitiba, não importa quais filmes façam para denegrir a imagem de Lula. Não importa mesmo, sabe por que? Porque o povo não esquece. Já viu a última pesquisa do Valor sobre as políticas públicas que o PT fez quando ele foi presidente? São lembranças que filme algum vai tirar. Ator algum vai tirar o brilho da vida real.

Deixe uma resposta