Em quatro anos, prejuízo dos Correios chega a R$ 5,5 bilhões

Screenshot_2017-03-23-10-43-39.jpg

A estatal Correios, que já foi símbolo de eficiência, agoniza com o  acúmulo de prejuízos que, somente nos últimos quatro anos, somam mais de R$ 5,5 bilhões. Chegou ao fundo do poço no governo Dilma, fechando 2015 com prejuízo de R$2,1 bilhões – o pior resultado desde sua criação, há 354 anos. Para ganhar um “respiro”, suspendeu por um ano regalias aos 117.000 funcionários, quando eles entram em férias. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Quando um trabalhador entra em férias, recebe gratificação de um terço do salário. Os Correios dobram a gratificação: 70% do salário.

Além dos 70% de presente, funcionário dos Correios em férias ganha mais um salário a título de “empréstimo”, a ser pago em cinco vezes.

No ano da reeleição de Dilma, a estatal inventou lucro de R$9 milhões ao considerar “receita” R$ 1,1 bilhão não pagos ao fundo Postalis.

Os Correios esperam economizar R$1 bilhão ao ano com as 5,5 mil adesões ao PDV. Cerca de 10% da folha anual de R$10,9 bilhões.

Advertisements
Anúncios

2 comentários

  1. Esses malditos vermelhos comunistas socialistas bolivarianos, onde eles encostaram , destruíram intencionalmente.Há muito tempo que os trabalhos dos correios além de encarecerem estão cada vez pior.

  2. Logo logo vai ser privatizado, isso e para ir preparando o ouvido dos boca aberta. Vendem por um valor e dizem outro.

Deixe uma resposta