“Moro e Dallagnol querem me julgar pelo meu jeito de governar”, diz Lula

Posted by

Lula maos sujas 2

 

Ao lado de Dilma Rousseff e de lideranças nacionais e estaduais do PT, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva discursou neste sábado para um público da pequena cidade gaúcha de Rio Grande. Além de dizer que pretende concorrer novamente à Presidência em 2018, ele afirmou que o juiz Sérgio Moro e o coordenador da Lava Jato Deltan Dallagnol estão equivocados nos procedimentos de investigação. ” Eles não estão tentando me julgar pela corrupção, mas pelo meu jeito de governar”, disse.

Ele afirmou ainda que o preconceito e o ódio dos quais sempre foi vítima se ampliaram no país com a cassação do mandato de Dilma.

— Fizeram uma farsa, nos deram uma rasteira. Há neste país uma luta de classes cotidiana que eu achava já não existir mais. Tem um tipo de gente que não suporta ascensão de pobre, não suporta que uma menina negra faça Odontologia. Pobre quer se meter a frequentar teatro, a comer picanha. Onde se viu? Pobre tem comer carne de segunda, se comer pescoço de frango já está no limite — ironizou.

Ele também criticou os sindicatos por não  terem dado o devido espaço para a participação feminina até hoje. (Lula é, historicamente, o principal sindicalista do país. )

O ex-presidente atacou o governo Temer e afirmou que sofre perseguição por ser “nordestino e não ter faculdade”. Em seu discurso, pediu ainda antecipação das eleições.

— Eu vi gente aqui falando nas eleições de 2018. Eu posso esperar até 2018, mas quem está desempregado, não pode esperar. Quem está passando fome não pode esperar.

 

Dirigentes da Frente Brasil Popular, da Central Única dos Trabalhadores, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra abriram os discursos. Em seguida, falaram a senadora Gleisi Hoffman (PT-PR), o líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zaratini (PT-SP) e o prefeito Alexandre Lindenmeyer (PT). Dilma foi antecedida pelo ex-governador Olívio Dutra. Em 15 minutos, a ex-presidente criticou as reformas conduzidas pelo governo Temer, disse que está em curso no país um processo de falsificação do processo eleitoral para impedir Lula de ser candidato em 2018.

— Cada nova medida é um complemento do golpe. Não podemos deixar eles se consolidarem no poder — conclamou.

 

 

 

 

Advertisements
Anúncios

4 comments

  1. Lula e Dilma são uma dupla doente que precisam de internação urgente num manicômio penitenciário, porque além de malucos, são contraventores.
    Depois de passarem anos promovendo com ardor a luta de classes, descobrem a pólvora, dizendo que ela existe, quando ela só e principalmente existe nos antros criados por eles próprios, como MST, MTST, sindicatos pelegos e na ideologia genocida que eles seguem desde a juventude.
    Gostam tanto dos pobres que seus governos geraram milhões de desempregados e não tiveram nenhum escrúpulo de fazer uma transa criminosa com a parte mais corrupta da elite empresarial.
    Todos que discursaram nessa palestra são igualmente criminosos e muito provavelmente quem os convidou.
    Essa palhaçada terrorista preconizada pela CUT no dia 28 mostrou bem o quanto ficar enganando os pobres se tornou mais difícil!
    #Forafarsantes

  2. O maior mentiroso da história política do País, repleta de grandes mentirosos, mentindo mais uma vez. Lula mente porque precisa mentir para poder enganar, e só enganando consegue fugir da cadeia.

Deixe uma resposta