Sindicalistas ameaçam nova greve se contribuição sindical não for mantida

Posted by

PAulinho da força

 

O presidente da Força Sindical e deputado federal Paulo Pereira da Silva (Solidariedade-SP), o Paulinho da Força, afirmou que outra greve poderá ser organizada se Temer não negociar alterações nas reformas trabalhista e previdenciária.

A Força Sindical é contra, principalmente, o fim da contribuição sindical e a nova idade mínima para aposentadoria. “Na (reforma) trabalhista, queremos discutir principalmente a contribuição sindical, que enfraquece o lado dos trabalhadores e permanece intacto o lado patronal”, disse no início das comemorações do Dia do Trabalhador em São Paulo.

“Espero que governo tope negociar para fazer uma reforma civilizada e para que as pessoas possam entender que foi feita uma reforma para salvar do buraco em que o governo do PT nos deixou. Acho que ele (Temer) ouviu (as reivindicações da população na greve geral). Ele está só fazendo de conta (que não)”, afirmou. Na sexta-feira, o presidente divulgou uma nota em que não mencionava a greve, apenas criticava ‘atos isolados de violência’.

Em vídeo divulgado nas redes sociais nesta segunda-feira, o presidente Michel Temer defendeu as mudanças na lei trabalhista, dizendo que a reforma marca um momento histórico.

O evento da Força Sindical terá apresentações de cantores como Michel Teló e Zezé Di Camargo & Luciano e sorteio de 19 carros oferecidos pela montadora Hyundai.

(Com Estadão Conteúdo)

Advertisements
Anúncios

8 comments

  1. A mamata acabou e agora vão ter que TRABALHAR para continuar na burguesia…os sindicatos sempre foram um covil onde as raposas deitam e rolam às custas dos produzem e cumprem jornada de trabalho. Eles que se contentem com a contribuição dos imbecis que são filiados…já está além do que merecem!!!!!! só sendo muito desinformado e fora da realidade para apoiar esta causa que é uma OFENSA À CLASSE TRABALHADORA.

    1. ÓTIMO, FAÇAM GREVE, NÓS CONTRIBUINTES SINDICAIS VAMOS FICAR EM CASA. JAMAIS IREMOS DAR SUPORTE A GREVE DESTES GOLPISTAS VIGARISTAS QUE ESTÃO A USUFRUIR DA NOSSA CONTRIBUIÇÃO EM BENEFÍCIO PRÓPRIO. SENHORES SINDICALISTAS, NÓS DEIXAMOS DE SER OTÁRIOS. QUEREMOS SIM: O FIM DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL. JUSTIÇA SEJA FEITA, DOA A QUEM DOER.

  2. Sem dúvida o povo brasileiro dirá não a ESSA GREVE GERAL. Nossas reivindicações são outras
    Chega de encher os bolsos dos Sindicatos para fazerem arruaçams, violência e vandalismo.
    ACABOU LULA.

  3. Todo trabalhador que quiser continuar contribuindo não será impedido de fazê-lo. Então não entendo a preocupação dos dirigentes sindicais. A contribuição sindical não será extinta.

  4. Só uma pergunta pra que serve os sindicatos contribui com o sindicato do transporte rodoviário de cargas durante 25 anos nunca tive o retorno em nada

  5. EU ACHO QUE SINDICATOS TÊM QUE SER EXTINTOS, POIS VIVEM ÀS CUSTAS DOS TRABALHADORES E NADA OFERECEM DE PRÁTICO AOS ASSOCIADOS. BENEFÍCIOS, TAIS COMO: SAÚDE, EDUCAÇÃO, LAZER, ETC. EMBORA SEJA DA COMPETÊNCIA DO ESTADO OFERECER ESSES SERVIÇOS EM TROCA DOS IMPOSTOS QUE PAGAMOS RELIGIOSAMENTE, EM VIRTUDE DE SEREM PRECÁRIOS ESSES SERVIÇOS OFERECIDOS PELO ESTADO, OS SINDICATOS DEVIAM OFERECÊ-LOS COM MAIOR EFICIÊNCIA.

  6. Acho que o sentido de união de forças para qual é formado o sindicato, como histórico da evolução da humanidade , não deve ser perdido. Se há desvios de recursos, não é destruindo uma ideologia magnífica que nos salvaremos da degola.

Deixe uma resposta