Dilma foi comprada por 80 milhões de dólares, afirma JBS

Posted by

 

djj

Joesley Batista, dono da JBS, contou  em depoimento que  havia contas no exterior, para pagamento de propina, cujos beneficiários eram a petista Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. Segundo o empresário, o saldo das contas chegaram ao valor de US$ 150 milhões em 2014 e que o ex-ministro Guido Mantega controlava a operação.  Para Dilma foi transferido US$ 80 milhões e para Lula, US$ 70 milhões.

A respeito das acusações feitas por Joesley Batista, a assessoria de imprensa da ex-presidente negou que Dilma negociou pagamentos ilegais com o dono da JBS, acrescentando que a petista nunca autorizou a abertura de empresas em paraísos fiscais.

 

Advertisements
Anúncios

3 comments

  1. Joesley seria mais propriamente qualificado como um contraventor do que como um empresário, o que não significa que esteja mentindo, visto que seu crescimento empresarial astronômico se deu exatamente durante os governos de Lula e Dilma, com o favorecimento do BNDES e outras Entidades públicas.
    Guido Mantega quis se vitimizar que estava tendo sua reputação atingida.
    Como pode ter reputação a preservar alguém envolvido com uma fraude de tal monta?
    Quanto a ex-presidente, ex-terrorista, ex dona de loja falida de 1,99, uma mentirosa contumaz, quem vai levar a sério o que ela diz??

Deixe uma resposta