JBS comprou Kassab por R$ 7 milhões para apoiar PT

kjj

Ricardo Saud contou à PGR que Gilberto Kassab vendeu o apoio do PSD à reeleição de Dilma Rousseff, mas desviou parte do dinheiro para o próprio bolso. “O cara roubar dele mesmo duas vezes, nunca tinha convivido com isso.”

“O PT comprou o PSD do Kassab, comprou o apoio com propina (paga pela JBS) e o Kassab fez uma coisa, uma parte colocou na campanha dele para o Senado, uma parte ele ajudou uns poucos candidatos a deputado, outra ele investiu no Robson Faria lá e no Fábio Faria e uma parte ele tirou para ele, pessoa física. Pediu para guardar R$ 7 milhões para ele, dividir em 22 parcelas de 250 mil, tirando os impostos.”

Segundo Saud, o dinheiro foi repassado pela empresa de Renato Kassab, irmão do ministro, chamada Hiato Consultoria. “Não houve prestação de serviço. Só nota gelada. Eu conversava diretamente com Kassab e com o Flávio, o imediato dele que levava nas notas fiscais.”

Saud disse ainda que Kassab recebia, havia anos, uma propina mensal de R$ 300 mil, disfarçada em aluguel de caminhões para a JBS, por meio de outra empresa de Renato, a Hiato Transportes.

Anúncios

1 comentário

  1. Dizem que “ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão”, mas ladrão que rouba dinheiro público tem que ir mesmo para o camburão!
    Isso é válido para Kassab, para os irmãos Batista e para toda a ‘torcida dos políticos compráveis” tanto de Brasília como em outros estados!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s