JBS comprou senadores por R$ 43 milhões

Posted by

jjr

 

Ricardo Saud, diretor de relações institucionais da JBS, contou em sua delação que a JBS comprou cinco senadores em 2014, a pedido de Guido Mantega, para garantir o apoio do PMDB à reeleição de Dilma.

Segundo Saud, o acerto foi feito na casa de Renan. Ao todo, a JBS pagou R$ 43 milhões. Renan Calheiros ficou com a maior parte (R$ 9,3 milhões) e Valdir Raupp (R$ 4 milhões) com a menor. Eduardo Braga, Jader Barbalho e Eunício Oliveira levaram R$ 6 milhões cada.

O executivo contou sobre os pagamentos a Michel Temer, que, apavorado com a perda de apoio, reassumiu o comando do PMDB para conseguir manter a vaga de vice na chapa de Dilma.

“O Joesley me entregou um bilhete, depois de uma reunião com Guido. Eu fui lá, no sábado à tarde, no Michel Temer, e mostrei isso a ele. Ele ficou muito indignado, porque estava perdendo o controle do PMDB.”

Fonte: O Antagonista

Advertisements
Anúncios

One comment

  1. Chega a ser inacreditável que esse Renan Calheiros, cheio de artimanhas e malfeitos, ainda esteja em cena no Senado.
    Temos que agradecer esse absurdo ao STF que está lá para proteger bandido.
    Os demais são as ratazanas de sempre, que pululam aos montes nesse Congresso desmoralizado!

Deixe uma resposta