Comissão da OAB decide pelo impeachment de Temer

Posted by

carteira-oab1-jpg

A comissão designada pela Ordem dos Advogados do Brasil para analisar as condutas de Michel Temer, constantes de inquérito no STF, concluiu que “é possível afirmar que atentam contra o artigo 85 da Constituição e podem dar ensejo para pedido de abertura de processo de impeachment”.

O advogado Gustavo Guedes, que integra a defesa de Temer, argumentou em favor do presidente diante dos colegas e agora o plenário da OAB debaterá a respeito antes de tomar uma decisão definitiva.

Advertisements
Anúncios

One comment

  1. Hombridade, honestidade, honradez, humanidade, caráter…
    É o que procuramos.
    Todo ser humano nasce pré-formatado e a sociedade em que ele cresce o molda.
    Seu caráter, portanto, vai sendo determinado principalmente por conta do ambiente em que vive, em todos os seus aspectos categóricos: políticos, culturais e econômicos, sobretudo por um processo chamado educação.
    Convicções são certezas individuais de um fato ou pensamento e é inerente ao individuo pensante e não é o que devemos levar em consideração, pois, o que tem importância são suas atitudes e ações.
    Estamos indignados com as atitudes e ações dos nossos políticos, pois suas atuações não contemplam o bem estar da população em geral e também estão em desacordo com as necessidades dela.
    Os últimos acontecimentos, relacionados com a Friboi, demonstram que não estamos amparados pelos políticos e pelo judiciário, causando com isso, enorme prejuízo material e existencial.
    Assistimos ainda a um patético e perigoso conflito de interesses entre as diversas organizações criminosas que usurpam todos os poderes estatais e promovem a corrupção que arruína a economia, desmoraliza a política e inviabiliza qualquer chance de implantação de um regime realmente democrático no Brasil.
    Na guerra de todos contra todos, os bandidos institucionalizados tiram proveito da Lei para tentar salvar a própria pele e a maior parte da grana obtida ilicitamente nas relações com a máquina estatal.
    O dinheiro é o barômetro da virtude de uma sociedade.
    Quando há comércio não por consentimento, mas por compulsão,
    Quando para produzir é necessário pedir permissão a homens que nada produzem,
    Quando o dinheiro flui para aqueles que não vendem produtos, mas influencia,
    Quando os homens enriquecem mais pelo suborno e favores do que pelo trabalho e as leis não protegem quem produz de quem rouba,
    Quando a corrupção é recompensada e a honestidade vira um sacrifício, pode ter certeza de que a sociedade está condenada.
    Por isso o subjetivo se torna perigoso e certamente inaceitável pela diversidade dos valores individuais e coletivos de uma classe social.
    Devemos estar atentos na próxima eleição rejeitando todos os atuais políticos, pois, as mentiras proferidas para defender suas qualidades e honestidades não têm limites.

Deixe uma resposta