Fachin tira mais um processo de Lula das mãos de Moro

Posted by

Screenshot_2017-06-27-04-53-40

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a remessa para a Justiça Federal em São Paulo de cópia dos autos da petição na qual constam as delações do patriarca da Odebrecht, Emílio Alves Odebrecht, e do executivo Alexandrino de Salles Ramos Alencar envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e um dos seus filhos, Luís Cláudio Lula da Silva.

Inicialmente, o ministro havia determinado o envio dos autos para o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba, mas, após agravo regimental apresentado pela defesa de Lula, ele reverteu a decisão por entender não haver conexão deste caso com os fatos apurados na Operação Lava Jato.

As informações foram divulgadas no site do Supremo. Na semana passada, Fachin já havia tirado da tutela de Moro outras investigações que citam o ex-presidente.

De acordo com fatos narrados na petição, em contrapartida ao auxílio no relacionamento entre a então presidente Dilma Rousseff e o empreiteiro Marcelo Bahia Odebrecht, o grupo empresarial apoiaria o filho do ex-presidente na criação de uma liga de futebol americano no Brasil.

Ao apreciar o pedido da defesa, o ministro Fachin salientou não ter constatado, de início, qualquer relação com a Operação Lava Jato e que, embora o Ministério Público Federal tenha feito referência a processo em curso na Seção Judiciária do Paraná, “no momento não se pode falar em conexão a outros fatos apurados em relação aos agravantes”.

De acordo com o ministro, “como a narrativa é de que os fatos teriam se passado na cidade de São Paulo, na qual foram realizadas as tratativas sobre os apoios recíprocos e que envolviam, de certa forma, o prestígio de Lula junto à Presidência da República, essa circunstância atrai a competência da Justiça Federal (artigo 109, inciso IV, da Constituição Federal)”.

Por este motivo, o ministro determinou a remessa das cópias dos termos de depoimento à Justiça Federal de São Paulo “para as providências cabíveis”.

Advertisements
Anúncios

7 comments

  1. É algo insustentável, imagina só, se houvesse um roubo a mão armada em uma loja e o ladrão matasse uma pessoa e estuprasse outra e depois evadisse do local, aí a polícia prendesse ele e os advogados entrassem com recurso para que cada parte fosse julgada por um juiz, porque uma coisa não tem nada a ver com a outra, o roubo não pode misturar com o estupro, são coisas diferentes, e cada juiz pegasse uma parte do crime e não podem juntar tudo, os advogados vão dizer, não foi estupro foi consensual, como não pode pegar as outras partes fica foda né, é triste isso.

  2. Infelizmente toda essa corja que foram Plantadas em Brasília pelos comparsas LULARAPIO e DILMONA farão qualquer coisa para salvá-los da cadeia, tá tão evidente esse velho (Fachin) inescrupuloso tirando das mãos do mais competente Juiz Dr. Sergio Moro esses elencos da maior história de corrupções existente no Planeta

    1. Moro é competente porque? Porque deixou fugir todos os envolvidos no roubo de mais de R$ 500 bilhões através das contas CC5 do BANESTADO? Você tinha parentes que ficaram ricos através disso? São todos tucanos gordos alimentados com dinheiro público de escândalos como esse e também do dinheiro roubado durante as privatizações feitas por FHC. Tome vergonha na cara e informe-se antes de elogiar um juizeco desmoralizado e sem caráter algum! Demorou prá ele começar a cair, mas agora vai: O FUNDO DA FOSSA É O LIMITE PARA MORO!

  3. Este fachin está mostrando à que veio , indicação do PT só podia dar nisso
    Cada vez eu me convenço mais de que a morte de Teoria Zavaski foi queima de arquivo e por sinal muito benefica ao PT

  4. Se a lei fosse igual pra todos não teria motivo pra te medo e retirar os processos das mãos de MORO. Quem tem medo do Juiz de Direito é Pq tem medo das penas e da abertura da verdade pro povo. Vão arquivar tudo, não vai dar em nada. Eles roubam e contam com a compra de juízes . Vergonha Nacional , STF!!!!!

  5. PELA GRANDEZA DO NOSSO PRESIDENTE LULA, NÃO PODERIA SER DIFERENTE. UM JUIZ SEM A ESTATURA NECESSÁRIA NÃO TEM CONDIÇÕES DE JULGAR O GRANDE ESTADISTA DO BRASIL, NOSSO PRESIDENTE EM 2018.

Deixe uma resposta