A juíza Fatima Cristina Ruppert Mazzo negou pedido de Lula para que o inventário de Marisa Letícia corresse em sigilo. 

Segundo a Juíza, “não se vislumbra interesse público na manutenção do sigilo”.

 Os advogados do petista haviam pedido para que o processo ficasse em segredo com a justificativa de que seriam apensados dados bancários e declarações de bens prestadas à Receita Federal que, ‘com certeza serão devassados pela imprensa’.

“Ao contrário, considerando-se a notoriedade das pessoas envolvidas, mormente o fato de o inventariante ter exercido elevado cargo público, o interesse público justamente recomenda a transparência de seus atos”, ensina a juíza.

Participe da discussão

3 comentários

  1. A lei do retorno é implacável, se plantamos abóbora não tem como colher morango, a não ser que roubemos da plantação do vizinho.
    Muito obrigada senhora Fátima! Eu agradeço de verdade esse fio de esperança que ainda a senhora e os outros tantos que estão lutando pelo povo brasileiro. Povo que ainda parece dormir numa letargica e apatica demonstração de ignorância em favor da política do assiatencialismo e favores pessoais.

  2. ESSA MULHER DEVE SER PARENTE DO JUIZECO MORO TUCANO AQUELE DO GOLPE DO BANESTADO DE 520BILHÕES? LÁ EM CURITIBA SÃO TODOS IGUAIS. JUÍZES PARA QUÊ SERVEM?

  3. que bom, que existe ao menos nas intancias inferiores, cabeças pensantes e reais —otimo seria que esses julgadores pudessem chegar a ocupar cargos nos-s.t.f.-e-s.t.e.presisamos de magistrados que vivam em nosso mundo e que tomem decisoes que nos ajude de alguma forma—estamos cansados de so pagar a conta.nao temos nada que funcione legal por aqui,do leite as carnes,combustiveis ,segurança.saude,estradas,violencia— puxa vida 60mil assassinatos por ano–estamos inovando agora– estamos matando e na barriga!que bosta e essa?

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: