O Brasil tem jeito? Tem sim! 

Posted by

Screenshot_2017-07-13-06-44-13

 

Por Claudia Wild

Passada a euforia trazida por uma justa condenação aplicada a um réu que abusou sobremaneira da confiança de milhões de brasileiros e que de através de suas políticas deletérias foi o responsável pela caótica situação moral, econômica e política do Brasil, cumpre ressaltar que a justiça não nos faltou neste caso.

O juiz Sérgio Moro foi criterioso, prudente e sobretudo imparcial para julgar a conduta ilícita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu envolvimento em um enorme esquema de corrupção, viabilizado pela revolução socialista executada no país. Uma revolução do atraso, da inversão completa de valores e da aniquilação absoluta do incipiente desenvolvimento nacional.

Esta sentença será um marco, um divisor de águas, e poderá impactar os futuros planos referentes ao projeto de poder de uma súcia marxista, que – via ignorância do povo e conhecidas falcatruas – pretende dar continuidade ao modelo criminoso de gestão pública instituído no Brasil.

O hoje condenado, Lula da Silva, é responsável pela maior tragédia que o país já viveu. Uma crise moral e política sem precedentes na nossa história. É ele o fundador do Foro de São Paulo juntamente com a escória política sul-americana.

O que foi feito ao longo de anos com o aval deliberado de vários caciques da política nacional levará décadas a ser destruído e as marcas indeléveis serão sentidas por gerações de brasileiros.

Nos resta confiar em poucos segmentos da nossa justiça e pressionarmos para que a lei brasileira seja aplicada a todos e sem quaisquer distinções. Apesar de cientes do total aparelhamento do Estado e da dificuldade de vitórias – até mesmo pontuais – contra o monstro estatal e seus tentáculos socialistas, resta-nos ainda uma magra esperança e nela reside nosso otimismo para que homens públicos, a exemplo do juiz Moro, exerçam suas funções com profissionalismo e lisura.

Não cederemos ao pueril raconto de que esta condenação foi fruto de perseguição política ou equivalentes. A guerra será longa e a batalha deve ser contínua. Somente o trabalho incessante e determinado poderá nos render frutos no futuro.

Não nos deixemos tomar pelo sentimento derrotista! O passo dado foi importante, pois a desmoralização do réu Lula da Silva ( e o que ele representa para a esquerda mundial) valerá mais do que duzentos anos de prisão. O mito do homem simples e pobre que tornou-se a maior autoridade do país precisa se transformar no mito dos canalhas. E canalhas não escolhem situação financeira, também nascem no meio da pobreza.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta