“Como estão os coxinhas?”, pergunta Lula aos mortadelas, em evento do PT

Posted by

 

Screenshot_2017-07-16-08-41-52.jpg

Com ataques à elite e críticas à sentença de Sergio Moro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu o tom do que já se desenha como campanha para as eleições presidenciais de 2018. O petista falou à militância neste sábado, durante a posse da nova direção do Partido dos Trabalhadores (PT) de Diadema, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. “Quero saber como estão os coxinhas depois de o Michel Temer governar esse país como está governando. Cadê as panelas, ‘acabou’ as panelas?”, questionou. “Cadê o pessoal que pinta a cara para defender eles?”.

O petista voltou a dizer que o juiz usou de visão política em sua condenação e afirmou nunca ter acreditado que seria absolvido. “Eles não estão julgando o Lula, estão julgando o nosso governo e as coisas boas que fizemos nesse país”, disse Lula.

No discurso aos militantes do partido, Lula lembrou os anos do PT no governo e seguiu a linha de suas falas antes de chegar à Presidência, ao prometer defender os interesses das classes econômicas desfavorecidas. “Sou presidente de todos, mas todos sabem que tenho lado e para quem vou governar”, declarou.

Advertisements
Anúncios

3 comments

  1. Lula, os coxinhas vão bem obrigada, felizes com sua primeira condenação, quanto as panelas elas foram enterradas com a cachaceira da Mariza, a falecida. No caso das penelas elas podem ressucitar já a Mariza, não!

  2. Ao TRF 4ª Região
    Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 300, Praia de Belas, Porto Alegre, RS – CEP 90.010-395

    Excelentíssimos Desembargadores João Pedro Gebran neto, Victor Laus e Leandro Paulsen:

    Como cidadão honesto e cumpridor das leis, venho por meio deste exigir que seja feita Justiça.

    Que o senhor Luiz Inácio Lula da Silva seja condenado exemplarmente por todos os crimes que cometeu contra o povo e que seja decretada sua prisão de imediato.

    A subversão pode ser definida como um conjunto de meios psicológicos que têm por finalidade o descrédito e a queda do Poder estabelecido, do regime e do sistema social.

    Ela não implica necessariamente em atos de violência ou luta armada, mas sim uma série de atividades, conscientemente planejadas e executadas, que conduzam o governo e a sociedade a um processo de paulatina desagregação, que somente culminará em violência caso ela se torne necessária para a conquista do Poder.

    Os marcianos, incas – venusianos e outros estrangeiros não conseguem entender como, no Brasil, o ex – Presidente Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro e não foi imediatamente encarcerado.

    Lá no Peru foi diferente.

    O juiz Richard Concepción Carhuancho, também condenou o ex – Presidente peruano Ollanta Humala e sua esposa Nadine Heredia, a uma pena de prisão preventiva de 18 anos na cadeia.

    O casal foi punido por conivência com alta corrupção promovida pela transnacional brasileira Odebrecht – que montou uma das maiores redes de pagamento de subornos, propinas e financiamentos ilegais de campanha na América Latina e África.

    O modelo de corrupção, originado e exportado pelo Brasil, com o apoio comprovado do líder do Foro de São Paulo Luiz Inácio Lula da Silva, causou prejuízos aos povos da Argentina, México, Equador, Peru, Venezuela, Colômbia, Moçambique e Angola.

    No caso peruano, Humala e Heredia foram condenados por associação ilícita, pois usaram e abusaram de seu poder para favorecer a lavagem de dinheiro e conspiração no cometimento de crimes de lesa – Pátria.

    Os crimes foram comprovados pela delação de Marcelo Odebrecht – que segue preso na gelada Curitiba.

    Aqui no Brasil, Luiz Inácio continua soltinho da Silva, mesmo depois de condenado.

    O seu contato foi recebido e registrado no Processo Administrativo 0007657-07.2017.4.04.8000.

    Cara Elisa, estimule seus eleitores a pressionar o nosso judiciário.

Deixe uma resposta