Mesmo depois de condenado por Moro, Beira-Mar volta a traficar em presídio

Posted by

two

O detento Luiz Fernando da Costa, 50, conhecido pelo apelido de Fernandinho Beira-Mar, completa nesta terça-feira (18) exatos 11 anos cumprindo pena no sistema penitenciário federal.

Neste período, mesmo enclausurado em presídios de segurança máxima, ele foi condenado no ano de 2008 pelo juiz Sergio Moro por comandar uma quadrilha de tráfico de drogas, a partir da sua cela.

Em maio de 2017, nove anos após essa condenação, Beira-Mar foi flagrado novamente liderando um esquema idêntico em outra penitenciária federal. Segundo a PF, o grupo movimentou valores superiores a R$ 9 milhões, com ordens recebidas pela troca de bilhetes de dentro do presídio.

Um dos objetivos da criação de presídios federais é o de isolar líderes das facções criminosas e diminuir seu poder de influência nos sistemas penitenciários de origem. “Porém, sem a proibição permanente das visitas íntimas e sociais  esse objetivo não é alcançado”, diz Carlos Augusto Machado, presidente do sindicato dos agentes penitenciários federais no Paraná.

Fonte: Uol

 

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta