BankBoston subornou Carf por R$ 25 milhões, diz despacho do juiz Vallisney

 

bos1

O BankBoston, adquirido pelo Itaú em 2006, pagou cerca de R$ 25 milhões a uma organização criminosa para obter vantagens em processos que tinha no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), segundo despacho do juiz Vallisney Oliveira, na sexta-feira (21), no qual foi acolhida denúncia movida pelo Ministério Público Federal na Operação Zelotes.

Segundo a denúncia, os pagamentos ocorreram entre 2006 e 2015, beneficiando o grupo criminoso que atuava no Carf, composto à época de conselheiros do próprio órgão, como José Ricardo da Silva e outros funcionários públicos. “Foram verificados diversos atos de corrupção, gestão fraudulenta, desvio de dinheiro da instituição financeira e lavagem de dinheiro relacionados a casos de compensação, encerramento ou revisão de autos de infração/créditos tributários em favor do BankBoston/Itaú, mediante a intervenção da organização criminosa”, afirma o despacho.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s