Maior dificuldade e curiosidades dos presos da Lava Jato na República de Curitiba

À Veja, o doleiro Alberto Youssef relatou a maior dificuldade que os presos da Lava Jato enfrentam na carceragem da Polícia Federal, onde estão detidos em Curitiba: o frio. “Todo mundo fica de chinelo de dedo na cela. No frio, o cara colocava aquele Crocs com uma meia e pronto.”

Ele também revelou curiosidades dos outros presos famosos da operação. Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, roncava muito; Renato Duque, ex-diretor da Petrobras, não deixava ninguém descansar, por almoçar e roncar a tarde toda; enquanto Marcelo Odebrecht, dono da empreiteira Odebrecht, faz oito horas de ginástica e come 5 mil calorias por dia. “A cela dele é cheia de comida”, conta.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: