Câmara rejeita denúncia e salva mandato de Michel Temer

O presidente Michel Temer conseguiu os votos para evitar a abertura de um processo penal por corrupção passiva no STF

A Câmara dos Deputados recusou nesta quarta-feira (2) o pedido de autorização para abertura de processo penal contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva. A denúncia havia sido feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com base na delação premiadas do empresário Joesley Batista, e só poderia seguir no Supremo Tribunal Federal (STF) com a aprovação de pelo menos 342 deputados federais.

A base de apoio do presidente Temer conseguiu evitar a formação dessa maioria e engavetou a denúncia. Temer já havia conseguido uma vitória na Comissão de Constituição e Justiça, onde derrubou um relatório que pedia o prosseguimento da denúncia e obteve a aprovação de um texto alternativo que pedia o arquivamento da matéria. Foi esse texto que o plenário da Câmara votou nesta quarta.

Participe da discussão

1 comentário

  1. Do momento que Joesley nem sequer foi preso, essa discussão se tornou uma verdadeira palhaçada e uma tentativa de turbinar a fraude do “Diretas Já”!

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: