Polícia Federal pode restabelecer equipe exclusiva da Lava Jato em Curitiba

 

irp

O delegado Igor Romário de Paula, que coordenou  a Operação Lava Jato em Curitiba – base da grande investigação sobre propinas e cartel na Petrobrás, está pensando em recompor a força-tarefa da Polícia Federal, informou o blog O Antagonista.

A Lava Jato, no auge da investigação, chegou a ter um elenco com mais de dez delegados em dedicação exclusiva, além de agentes, escrivães e peritos criminais federais. Foi uma época, sobretudo entre 2014 e 2016, em que multiplicavam-se os alvos ligados a partidos políticos e dirigentes da Petrobrás.

No dia 6 de julho deste ano, Igor anunciou a fusão da equipe especial da Lava Jato com a Delegacia de Combate à Corrupção e assegurou  que ‘não havia nenhum tipo de interferência” externa.

Na época, a direção-geral da PF informou que a medida que pôs fim à exclusividade da força-tarefa da Lava Jato visava ‘priorizar ainda mais as investigações de maior potencial de dano ao erário’. Em nota oficial, a PF destacou que a incorporação da equipe especial pela Delegacia permitia o aumento do efetivo especializado no combate à corrupção e lavagem de dinheiro e facilitaria o intercâmbio de informações.

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: