Deltan Dallagnol: “somos chamados de “fanáticos”

Posted by


Porque queremos que todos os corruptos – mesmo os mais poderosos – respondam por seus crimes, há quem nos chame de “jacobinos”. Porque defendemos mudanças nas leis que acabem com a impunidade dos poderosos, somos chamados de “fanáticos”. Por trás dos processos contra corruptos, o que nos move é, na verdade, o sofrimento humano dos milhões que sofrem com os desvios. É uma questão de justiça social, de defesa de direitos humanos, de amor e de serviço à sociedade. 
Martin Luther King Jr. lutou por justiça social e pessoas “moderadas” o chamaram de “extremista”. Era um ativista e pastor que lutou pelo fim da segregação racial no sul dos EUA, por meio de métodos de resistência sem violência. Ele raramente respondia aos críticos, mas dessa vez não se conteve. Veja a resposta dele:
“Não foi Jesus um extremista pelo amor: ‘ame os seus inimigos, abençoe os que o amaldiçoam, faça bem aos que o odeiam, e ore por aqueles que abusam de você e o perseguem.’ 
Não foi Amós um extremista por justiça: ‘Que a justiça desça como águas e a retidão como uma corrente que nunca seca’. 
Não foi Paulo um extremista do evangelho: ‘Eu suporto em meu corpo as marcas do Senhor Jesus’. 
Não foi Martin Luther um extremista: ‘Aqui eu permaneço; eu não posso fazer diferente, então que Deus me ajude’. 
E John Bunyan: ‘Eu ficarei na cadeia até o fim dos meus dias antes que eu faça uma carnificina da minha consciência’. 
E Abraham Lincoln: ‘Esta nação não pode sobreviver metade escrava e metade livre’. 
E Thomas Jefferson: ‘Nós sustentamos que essas verdades são auto-evidentes, que todos os homens são criados iguais…’ 
Então a questão não é se nós seremos extremistas, mas que tipo de extremistas nós seremos. Nós seremos extremistas do ódio ou do amor? Nós seremos extremistas da preservação da injustiça ou da extensão da justiça?”
Deltan Dallagnol – Procurador Federal, coordenador da Força-tarefa da Lava Jato

Advertisements
Anúncios

3 comments

  1. Respeitado Dr. Dallagnol

    Eu e todo o Brasil estamos orgulhosos de sua pessoa a qual juntamente com o Meretissimo Juiz Sergio Moro estao realizando um trabalho MARAVILHOSO para acabar com a CLEPTOCRACIA existente desde a descoberta do Brasil.
    Estou radicado nos E.U.A. desde 1980 quando perdi a esperanca do Brasil dar certo.

    A sua pessoa, ao Meretissimo Sergio Moro, a Procuradoria Federal e a Policia Federal todo nosso agradecimento, respeito e carinho que nutrimos por todos que lutam para acabar com esta vergonha de ladroes e corruptos inclusive no STF!

  2. Prezado Dr.Deltan Dallagnol, Ensejo primeiramente confirme se este site merece nossa atenção e confiança. Afinal usa sua(s) imagem(ns), e prestigio. Tenho me prestado a ler e comenta-lo(s). Como consultor organizacional e professor em administração aposentado não quero mais perder tempo em conversas infrutíferas. Segundo, a mensagem de sua autoria que me levou a este comentário reflete minha filosofia de vida. Até já fui processado por um Juíz que se considerou ofendido por um de meus artigos publicados. Mas não processou a CNBB que fez as mesmas afirmações (publicadas ao lado do meu artigo).

Deixe uma resposta