Votação no Amazonas apresenta falha em mais de 50 urnas eletrônicas

ue

 

Os eleitores amazonenses voltaram às urnas neste domingo (6) para escolher novo governador depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou os mandatos do ex-governador José Melo (Pros) e do vice Henrique Oliveira (SD), por compra de votos nas eleições de 2014. O candidato Amazonino Mendes (PDT) teve o maior número de votos, mas a corrida eleitoral vai para o segundo turno e será disputada com Eduardo Braga (PMDB) no dia 27 de agosto.  No dia 6, contudo, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) informou que 53 urnas eletrônicas apresentaram falhas técnicas na primeira hora de votação.

Segundo a Justiça Eleitoral, com 100% dos votos, Amazonino teve 38,77% dos votos válidos e Braga recebeu 25,36%.

O secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal, Rodrigo Camelo declarou no dia: “É importante ressaltar que os softwares desta eleição são os mesmos da eleição municipal do ano passado. Portanto, são softwares estáveis e não devemos ter nenhuma outra intercorrência ao longo da votação até as 17h”.

Ainda, segundo o secretário,  16 urnas precisaram ser substituídas e dessas 10 estavam em Manaus, principal região da votação do Estado. Funcionários do TRE-AM paralisaram a votação para realizar a troca das urnas que estavam apresentando problemas. A troca demorou cerca de 15 minutos.

Vulnerabilidade

Semana passada, foi divulgado que durante uma conferência que ocorreu em Las Vegas, EUA, no final do mês de julho, hackers levaram apenas 1h30 para burlar o sistema eleitoral através de urnas eletrônicas.

Para abordar questões de integridade e segurança das eleições, a Def Con criou a “Vila da Máquina de Votação”, onde foram colocadas 30 urnas eletrônicas usadas para computação de votos nos estados norte-americanos. O objetivo do projeto era que os participantes procurassem as vulnerabilidades do sistema, ou seja, brechas para alteração de resultados. Os hackers da Def Con levaram apenas 90 minutos para burlar todas as máquinas.

Uma das coisas que conseguiram foi o controle total do equipamento que armazena assinaturas e cédulas de cidadãos.

 

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: