Por envolver o STF, Moro mantém decisão de investigar tentativa de estelionato contra filha de Bendine

Posted by

mor

O juiz federal Sergio Moro rebateu nesta terça-feira (9) o argumento do delegado da Polícia Federal, Filipe Hille Pace de que a Justiça Federal não poderia investigar a tentativa de estelionato contra uma das filhas de Aldemir Bendine. O ex-executivo da Petrobras foi preso na 42ª fase da Lava Jato, há duas semanas.

Moro disse que a Justiça Federal deve ser responsável pela investigação porque o e-mail com o crime, enviado à filha de Bendine, sugere o envolvimento de alguém no STF. “Embora a vítima direta seja a filha de Aldemir Bendine e quiçá o próprio, a sugestão, embora indevida e falsa, do envolvimento de alguém do Egrégio Supremo Tribunal Federal é suficiente para fixar, por ora, a competência da Justiça Federal”, afirmou Moro.

Ontem, o magistrado já havia determinado que a PF apurasse a tentativa de estelionato Amanda Bendine recebeu do endereço aldemirbendine63@bol.com.br um e-mail em que o remetente, dizendo ser seu pai, pedia que sua mãe, Silvana Bendine, transferisse 700.000 reais a uma conta do Banco do Brasil em nome de “Alexandre Inácio”

O falso Bendine, que disse contar com a ajuda de um agente da Polícia Federal no envio do e-mail, explicou que o valor seria destinado a “garantir o habeas corpus domiciliar” no Supremo Tribunal Federal (STF). “Eu já tinha combinado o valor com eles”, acrescentou.

De acordo com o Moro, se a apuração dos fatos concluir que não houve crime contra “interesse, bem ou serviço da União Federal”, a investigação poderia ser enviada a outra jurisdição. “Assim, sem razão, por ora, a ilustre autoridade policial ao afirmar (…) não vislumbrar competência da Justiça Federal”, completou.

A mensagem dizia:

“Filha é o pai. um agente está me ajudando neste e-mail. estou bem avisa a sua mãe e a Andressa.Tenho um contato no RJ que tem uma conexão com o STF.. para garantir o habeas corpus domiciliar. eu já tinha combinado o valor com eles.fale com a Silvana fazer um Ted para o banco do Brasil agência 1257-2 conta 3933_0 nome Alexandre Inácio , valor 700 mil reais quando for a hora falo com o bottini… para pedir o habeas….amo vocês..”, diz a mensagem.

Os advogados Pierpaolo Cruz Bottini e Cláudia Vara San Juan Araujo, que defendem Bendine, sugeriram a Moro que quebrasse o sigilo do remetente e também da conta corrente indicada para depósito, para que pudesse ser identificada a sua titularidade.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta