STJ julga caso de Bolsonaro e Maria do Rosário

bmr

O deputado federal Jair Bolsonaro ((PSC-RJ) ) tenta reverter condenação que o obriga a indenizar Maria do Rosário ((PT-RS) no valor de R$ 10 mil por ofensas em 2014. A petista citou vídeo postado por Bolsonaro com discurso da deputada alternado com imagens de manifestações pró-ditadura. Além disso, ela também narra o episódio em que o deputado disse que “ela não merece ser estuprada”.

O julgamento no Superior Tribunal de Justiça (STJ) está previsto para esta terça-feira, 15, a partir das 14h.

O julgamento envolve ofensa proferida fora do parlamento e sem qualquer correlação com o desempenho das atividades legislativas vinculadas ao cargo político do deputado Bolsonaro.

A relatora do recurso é a ministra Nancy Andrighi, que decidirá, junto com os ministros que compõem a Terceira Turma do STJ, se mantém a condenação para veiculação de retratação em jornal de grande circulação, página oficial do réu, além de postagens no facebook e no canal youtube e também pagamento de indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil.

Participe da discussão

2 comentários

  1. Como professor em Administração, uma das matérias exigidas a serem transmitidas aos alunos, é “OS PROCESSOS DE COMUNICAÇÃO” e dentre suas várias facetas: OS “RUÍDOS” QUE DIFICULTAM O ENTENDIMENTO. O processo desde sua elaboração no cérebro (neurônios e reações eletro/químicas), até chegar na língua, que as Escrituras Sagradas (para quem lê, e acredita) identifica como uma das grandes dificuldades do HOMEM em controlar. Dentre seus vários ensinamentos afirma que: O SÁBIO MAIS OUVE DO QUE FALA. Se pretendes ser o presidente e líder desta Nação, Bolsonaro, muito cuidado com o que fala.

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: