Maduro corta sinal de televisão e consolida processo de alienação em massa

md

O canal de televisão colombiano Caracol foi tirado do ar na Venezuela por ordem do ditador Nicolás Maduro, denunciou nesta quinta-feira o canal em Bogotá.

O diretor de notícias Juan Roberto Vargas disse em entrevista a uma rádio venezuelana que a cobertura feita sobre a ex-procuradora-geral Luisa Ortega Díaz parece ter sido o motivo final para a remoção do canal.

O canal colombiano RCN também foi bloqueado na quinta-feira (24) em um operador de televisão a cabo local, mas continuou disponível em outros operadores privados.

A ordem de retirada do ar foi feita pela autoridade de telecomunicações venezuelana Conatel, que, em fevereiro passado, também determinou a saída da CNN em espanhol. Diversos canais de televisão estrangeiros foram banidos nos últimos anos.

“Mais um canal fora do ar! Isso fez o crime diminuir? A inflação abaixar? Há mais comida? Mais remédios? Algum problema foi resolvido? É disso que (Maduro) se ocupa, de censurar a verdade” declarou Henrique Caprilles, um dos líderes da oposição, em uma rede social.

Em entrevista à imprensa internacional na terça-feira (22), Maduro fez duras críticas à Colômbia, afirmando que a capital Bogotá era “o centro da conspiração contra a Venezuela” e que a relação entre os dois países estava “destruída”.

Participe da discussão

1 comentário

  1. TROCANDO SUA ALMA POR PODER, FAMA, VAIDADE E ARROGÂNCIA, MAIS TUDO ISSO TEM UM CUSTO E ESSE SERÁ JULGADO POR ALGUÉM QUE NÃO DEPENDE DE PODER OU QUERER DO DITADOR ASSASSINO, “MADURO” DEUS O JULGARÁ E DARÁ O DESTINO CERTO, ELE PAGARÁ PELAS SUAS AGRESSÕES FÍSICAS E MORAIS AO POVO VENEZUELANO.

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: