Moro defende “verdadeira reforma política” que reduza custo das campanhas

 

moca

O juiz Sergio Moro afirmou que não se pode colocar “apenas nos ombros da Justiça a responsabilidade de superar o quadro de corrupção” instalado no país e defendeu uma “verdadeira reforma política” que reduza o custo das campanhas eleitorais. Ele criticou a falta de atuação do Executivo e do Legislativo para adotar medidas e criar leis que, fora da área criminal, possam ser úteis para mudar o país. O juiz esteve presente em um evento em São Paulo realizado pela Casa Hunter, ONG destinada a ajudar vítimas de doenças raras, que premiou sua mulher, Rosângela Moro.

Depois de elogiar os trabalhos da Polícia Federal e do Ministério Público Federal na investigação e instrução dos processos e dizer que o Judiciário tem uma atuação relativamente firme, Moro criticou:

“Até o momento não se vê praticamente nada vindo do nosso Poder Executivo e do nosso Poder Legislativo, salvo iniciativas muito tímidas ou afirmações da espécie de que não se pretende interferir na ação da Justiça. Para superar a corrupção sistêmica não basta tratar o assunto como casos criminais que se sucedem nas Cortes de Justiça. A Operação Lava-Jato tem um começo, um percurso e certamente terá um fim. O trabalho deve prosseguir. Não se pode colocar apenas nos ombros da Justiça a responsabilidade de superar esse quadro” – disse Moro.

Moro defendeu leis mais eficientes, que de fato reduzam os incentivos e as oportunidades para o crime de corrupção, como a redução de cargos de confiança com livre nomeação nas diversas esferas de governo e do Legislativo.

– “É preciso uma reforma política que se apresente como verdadeira reforma política, de modo a reduzir o custo das campanhas eleitorais; Pouco se tem visto nesta área, nessa iniciativa do Poder Legislativo e do Poder Executivo” – disse.

 

 

Participe da discussão

1 comentário

  1. Há mais de 13 anos divulgo um trabalho a que denominei REVOLUÇÃO, com qual venho tentando levar nossa sociedade à reflexão sobre a decantada REFORMA POLÍTICA. Levei à alguns deputados “amigos” da região. O Deputado Federal Vanderlei Macris, respondeu “que sou muito revolucionário pra seu gosto”. Para a maioria dos nossos representantes nos interesses públicos, não há nenhum interesse em quebrar os atuais paradigmas. Do jeito que está, está muito bom PARA ELES.
    Criei recentemente meu blog: SOSELASTIMANDO? Estou me cansando de cidadãos/eleitores que ficam só se lastimando. Alguns (Juízes, dentre eles Moro, Procuradores, Delegados da PF, etc…) estão fazendo sua parte. A História esta cheia de exemplos de governos que caíram, e governantes foram à guilhotina, à forca, fuzilados ou presos, quando o povo de cansou de ser explorados.

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: