Gilmar para imprensa internacional: “Combate à corrupção não deve ser o principal valor de um país”

Gi2

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes está nas páginas do jornal americano The Wall Street Journal desta quinta-feira (14),O veículo trouxe um perfil do magistrado em suas páginas, citando a críticas recebidoa por ele por conceder habeas corpus a investigados na Lava Jato.

Ne entrevista, Gilmar Mendes afirmou que um país não pode ter o combate contra a corrupção como seu principal valor. “O ‘ethos’ de um país não pode ser a luta contra a corrupção”, declarou Mendes.

De origem grega, a palavra ‘ethos’ diz respeito aos valores, ideias e crenças fundamentais de um povo.

Para o magistrado, “existe uma parte da mídia e, claro, do Ministério Público, que entende que um julgamento só é bom quando se nega um habeas corpus”. “É preciso ser sensato”, afirmou.

De acordo com informações da revista Veja, o ministro também disse ao jornal que a situação no Brasil está “voltando ao normal”.

Participe da discussão

16 comentários

  1. Gilmar Mendes,quer explicar suas decisões “inexplicáveis “,cada vez que abre a boca ,desmoralizar mais e mais o Judiciário ,não respeita sequer seus colegas ,pois suas atitudes atingem toda a instituição..com

  2. E claro que não devia ser, se os políticos e principalmente o judiciário agissem de forma correta e ética isto não seria necessário .

  3. Os Magistrados deveriam chegar ao Supremo Tribunal Federal, através de carreira pública, partindo de Juiz Titular de Cargo Efetivo e chegar ao Supremo por mérito e não por indicaçãoisso; isso, possibilitaria termos profissionais mais éticos, mais prudentes e mais comprometidos com o povo brasileiro e não , fazedores de cartas de soltura de bandidos.✊✊✊✊✊.

  4. Esse homem realmente tem uma Faculdade de Direito? Pois parece que comprou diploma não tem nada para estar sentado onde está. A começar pela ética profissional é seu palavreado é horrível. O Brasil está bem para ele e outros que ganham um bom dinheiro para não fazer nada ou falar só besteiras.

  5. Essa criatura já deveria ter sido “erradicada” do STF. O “Ethos” ao qual se referiu é de outro mundo. Diante do momento nacional, da assepsia que a Lava-jato procura fazer, ele está sempre em oposição e crítica, na defesa dos amigos. É o velho ditado, decorrente dos eternos vícios brasileiros: aos amigos tudo e aos inimigos a Lei. Talvez até esteja padecendo das faculdades mentais.

  6. Gilmar Mendes para meu gosto , não tem ética alguma. Seu interesse é ajudar amigos, mesmo que esses sejam corruptos . ( para não dizer bandidos) O país não tem importância alguma para ele. ,( Egoismo puro e interesses )

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: