Jean Wyllys ataca juiz que permitiu psicólogos atenderem homossexuais que queiram terapia

 

jje

 

O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) anunciou que vai entrar ainda nesta quarta-feira, 20, com uma representação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) pedindo providências contra o juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho.

O magistrado permitiu, em caráter liminar, que psicólogos possam tratar gay e lésbicas que queiram fazer terapias de “reversão sexual”,  sem sofrer nenhum tipo de censura por parte do Conselho Federal de Psicologia (CFP). Esse tipo de tratamento estava proibido por meio de uma resolução editada pelo CFP em 1999.

Essa será a segunda ação no CNJ contra o juiz da 14ª Vara do Distrito Federal. Na terça-feira, 19, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) anunciou o pedido de abertura de processo administrativo contra o magistrado. O deputado do PSOL também pretende entrar como colaborador, junto com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no recurso do Conselho Federal de Psicologia para tentar reverter a decisão de Carvalho.

Wyllys informou que diversas manifestações estão sendo agendadas para os próximos dias nas principais capitais do País contra a decisão do juiz. Movimentos sociais que organizam os protestos batizaram os eventos de “Parada de Direitos”.

Participe da discussão

2 comentários

  1. O deputado é burro, anencéfalo ou só mau caráter? Todo mundo tem direito ao acompanhamento médico ou psicológico ou fisioterápico, etc.. quando acha que necessita. Vocês não advogam o acompanhamento dos adolescentes que “acham” que querem ser gays, ou outras coisas?? Então…Neste caso pode? Inclusive com terapêuticas invasivas ( cirurgias, hormônios em altas doses, acompanhamento psiquiátrico, clinico, etc…).

    Tenham uma mínimo de respeito pelas pessoas seus canalhas. Só espero que a justiça não esteja aparelhada com esta mentalidade retrógrada e autoritária. Na realidade vcs não gostam e nem respeitam as pessoas, ou os indivíduos, e sim os desprezam, contanto que prevaleça a sua ideologia suja e perversa.

    Homossexuais abram os olhos e não apoiem quem lhes quer tão mal e tanto os despreza. Para estes políticos vcs são apenas um número a mais!!

  2. Tantos problemas neste País que esses vagabundos esquerdopatas causaram com ideologias espúrias e assalto aos cofres públicos, e essas excrescências do PSOL e do PCdoB gastando dinheiro público para querer autoritariamente dizer, como uma pessoa pode ou não se tratar do que ela considera importante e necessário para ela.
    O CFP deve estar aparelhado com doentes mentais desse grupo, para ainda não ter revogado essa resolução vergonhosa, autoritária e abusiva, posto que interfere no direito inalienável de decisão pessoal de se tratar ou não do que bem entender.
    Enquanto tivermos no Congresso políticos desqualificados como esses dois e muitos outros, o Brasil não andará.
    A estagnação mental e a perversidade moral desses políticos alinhados ao totalitarismo são um ataque frontal à liberdade dos cidadãos de bem de nossa Nação!

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: