Gilmar Mendes nega pedidos de liberdade de Joesley e Wesley

Screenshot_2017-09-11-20-12-17

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou na noite desta sexta-feira (22) dois pedidos de liberdade e manteve presos os irmãos Joesley e Wesley Batista, sócios da J&F. Gilmar é o relator do caso.

Joesley Wesley foram presos no início deste mês e protocolaram habeas corpus no STF após terem pedidos de liberdade negados pelo Superior Tribunal de Justiça(STJ), nesta quinta.

Em várias ocasiões, Gilmar Mendes criticou o acordo de delação premiada firmado entre os irmãos Batista e a Procuradoria Geral da República (PGR), assinado em maio no âmbito da Operação Lava Jato.

Na decisão, Gilmar entendeu haver risco de novos crimes e não considerou a medida desproporcional.

Participe da discussão

1 comentário

  1. Gilmar Mendes que já foi flagrado julgando em situações que deveria se considerar impedido e dando declarações que ofendem a inteligência dos cidadãos brasileiros, não poderia ser relator de coisa nenhuma.
    Deveria é estar sendo investigado!
    Êta Brasil, que atura essas coisas, chega disso!

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: