Dodge diz que dará continuidade à denúncia contra Temer se Câmara autorizar

rqd

Na primeira entrevista à imprensa após assumir a chefia do Ministério Público Federal (MPF), Raquel Dodge, afirmou hoje (26) que exercerá sua função e dará continuidade à denúncia apresentada contra o presidente Michel Temer, caso a Câmara dos Deputados autorize o Supremo Tribunal Federal (STF) processar a denúncia.

Na denúncia apresentada pela PGR, Temer é acusado de tentar obstruir a Justiça e liderar organização criminosa. O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sustenta que o presidente da República e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência da República, ambos do PMDB, foram responsáveis por liderar um esquema de corrupção, envolvendo integrantes do partido na Câmara, com o objetivo de obter vantagens indevidas em órgãos da administração pública.

A defesa de Temer e os ministros citados negam as acusações. Os advogados do presidente argumentam que a denúncia foi baseada em “provas forjadas”.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: