“São situações que presenciei, acompanhei ou coordenei junto ou a pedido de Lula”, escreve Palocci sobre atos ilícitos

 

lula-palocci-despedida8

O ex-ministro Antonio Palocci (Fazenda no governos Lula e Casa Civil na gestão Dilma) pediu nesta terça-feira (26) sua desfiliação do PT (Partido dos Trabalhadores).

Em carta encaminhada à presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann (PR), Palocci critica o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e defende que a sigla assine um acordo de leniência para revelar o que sabe a respeito da Operação Lava Jato.

“Até quando vamos fingir acreditar na autoproclamação do “homem mais honesto do país” enquanto os presentes, os sítios, os apartamentos e até o prédio do Instituto (!!!) são atribuídos a Dona Marisa? Afinal, somos um partido sob a liderança de pessoas de carne e osso ou somos uma seita guiada por uma pretensa divindade?”, escreveu Palocci.

O ex-ministro disse estar disposto a enfrentar qualquer procedimento de natureza ética no partido sobre os crimes que cometeu nos governos do PT. Ele ainda reafirmou as acusações que fez contra o ex-presidente em seu interrogatório ao juiz Sergio Moro no último dia 6.

São situações que presenciei, acompanhei ou coordenei normalmente junto ou a pedido do ex-presidente Lula. Tenho certeza que, cedo ou tarde, o próprio Lula irá confirmar tudo isso”, disse, além de relembrar uma entrevista de Lula após o mensalão em que o ex-presidente admitiu o uso de caixa dois nas eleições.

 

Participe da discussão

1 comentário

  1. Um de meus artigos publicados foi com o tema “ERRAR É HUMANO, PERSISTIR NO ERRO É …” sobre o ex-prefeito do PSDB, de minha cidade: Americana/SP. Não conseguiu terminar o segundo mandato, apesar de liminar do ministro Gilmar de Melo, do STF, dar parecer mantendo-o no poder. O Palocci talvez tenha se conscientizado de seus erros, e procura sua redenção, se não política, pelo menos para o Futuro aqui ou no Além.

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: