Ministro do STJ faz enquete sobre intervenção militar e a esquerda pira

Og fernandes 1 Roberto Jayme TSE

Membro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro Og Fernandes causou polêmica nesta quinta-feira (28) ao lançar uma enquete em sua conta no Twitter: “Vc é o juiz: o Brasil deve sofrer intervenção militar? Sim ou não”. O que gerou controvérsia não foi tanto a pegunta em si, mas o fato de ter sido proposta por alguém do alto escalão do Judiciário nacional.

O tema veio à tona há duas semanas, após o general Antônio Hamilton Mourão, secretário de Economia e Finanças do Comando do Exército, defender uma intervenção militar caso a Justiça não resolva o problema da corrupção no país. O oficial, literalmente, colocou pressão sobre o Judiciário e causou constrangimento. Daí a estranheza por Fernandes se sentir à vontade para fazer a provocação na internet.

O resultado da enquete foi o seguinte: 51% responderam não e 49%, sim. 

À Gazeta do Povo, o ministro explicou que costuma usar a rede social para tentar saber o que seus seguidores pensam e tentar aproximar o Judiciário da sociedade.

“Vi uma pesquisa que indicava que 43% da população era a favor da intervenção militar. Aquilo me chamou atenção e, a meu ver, não corresponderia ao sentimento da população. Vi que esse seria um bom tema para auscultar a população. Minha expectativa era que 10% afirmassem ser a favor da intervenção militar. De noite percebi o sectarismo, há empate técnico”, explicou o ministro sobre o que o motivou a publicar a pergunta.

O magistrado disse que essa foi a enquete mais importante que ele propôs nos últimos tempos, pois evidenciou o quão dividida está a sociedade. Para Fernandes, o resultado da enquete é reflexo da polaridade na população, que se mostra intolerante quando os temas são mais polêmicos.

“Nós precisamos olhar esses dados com cuidado. A questão não é discutir a pergunta. É uma pergunta simples e isenta, a resposta é preocupante. Pois evidencia a polaridade, comentou.

Ele disse que alguns internautas o acusaram de ser contra ou a favor da intervenção militar apenas por propor a enquete. E afirmou que em nenhum momento defendeu um dos lados, apenas propôs um debate objetivo.

“Nós nunca tivemos tanto tempo de democracia plena como agora. [E nesse momento temos] uma parcela da população que é extremamente sectária, que me parece intolerante à liberdade alheia. É muito fácil quando você tolera quem pensa igual a você. Eu quero saber se as pessoas conseguem manter um comportamento civilizatório de quem pensa contrário a você”, declarou.

“As pessoas pressupõem que há um lado. É uma percepção. E políticos reforçam isso. O debate sobre a intolerância é importante. É preciso cuidado porque quando se radicaliza a ação, a resposta pode ser radical”.

 

Participe da discussão

13 comentários

  1. Depois que essa corja do congresso e do senado. Só fizeram e criar leis para se beneficiarem. Tornando um governo caríssimo e insustentável, financeiramente. Elevando o preço do combustível mais adulterado do mundo e do gaz. Para custear as mordomias do desgoverno. Não vejo outra solução. Intervenção militar para ontem, banindo esses corruptos e corruptores, que estão sugando tudo que o Brasil Produz. Tiradentes se revoltou. Porque Portugal levava 1/5, ou 20% de tudo que o Brasil produzia. Hoje o desgoverno está levando 45%. O povo não aguenta mais essa situação.

  2. Sou filha de militar e vivi anos de minha vida escolar sendo doutrinada nas escolas que estudei, em escolas públicas e também particulares, sobre como o período militar era descriminado como ditadura, ora entrava em conflito com meu pai, ora defendia,chegava em casa com a cabeça cheia de convicções contra os militares, e vivia feliz com tudo que vi da vida militar que minha família conhecia.Só que o nome dado à esse tempo de salvaguarda,foi divulgado e distorcido como negativo e hoje a população quer a ordem e segurança daqueles tempos,mas tem enorme dificuldades em admitir devido à essa campanha enganosa que a esquerda fez durante anos e de forma ferrenha e incansável,sei do que se trata a intervenção,e de forma consciente apoio.

  3. Gente, a questão, NÃO é mudança de REGIME, e sim, por ORDEM no PAÍS. Desde 1985, estamos vendo a DESORDEM desenfreada no país.
    Claro que a população, não esta interessada em conflitos e desassossegos. O que a população Brasileira esta esperando, é que o país tome um rumo de prosperidade, e que seja para o bem geral da nação. Não podemos de forma nenhuma trabalhar

  4. Como os brasileiros trabalham para manter um quadro improdutivo de políticos que de nada se aproveita em benefícios ao país. Temos APROVEITADORES que se dizem políticos, na verdade são sanguessugas dos cofres. Com isso, os jovens vê-se sem esperanças de um dia melhor. Pois aquilo que deveria estar nas escolas, hospitais, universidades, SENAI, etc…. Esta sendo DESVIADO para os bolsos dos SANGUESSUGAS DA NAÇÃO… Mas o pior de tudo é que os políticos estão criando estratégias cada vez mais INDECENTES para se manterem no poder. Daí então a necessidade da INTERVENÇÃO MILITAR como a única saída para a população. As instituições militares tem a confiança do povo. Os POLÍTICOS NÃO….Políticos só trabalham para si Venderam-se para as ideologias comunistas. Falam em 14 mil pessoas que querem dar o norteamento para mais de 200 milhões, e isso tentando ser aprovado no congresso nacional, PODE?…..São estas questões que abate a CREDIBILIDADE da POPULAÇÃO sobre os POLÍTICOS…. E os MILITARES tem o APOIO total da POPULAÇÃO…..

  5. O Brasil PRECISA investir nos cientistas nacionais. Montar nossa base espacial com um trabalho próprio. Nossas comunicações, serem de fato nossa tecnologia. Nossa INTERNET ser de fato, nossa tecnologia. Nossos satélites serem de fato nossa tecnologia. Os motores de nossos aviões, serem de fato nossa tecnologia. Nossas turbinas a jato, fato nossa tecnologia. Nosso NIÓBIO, ser de fato nosso e com nossa tecnologia, alem de mandar para fora um produto acabado com nossa tecnologia. Nossas minas de FERRO, OURO, DIAMANTE, URÂNIO, etc…. ser exportado e com nossas tecnologias de um produto acabado. Nossos trens de ferro e estradas de ferro, nossos navios e transporte fluvial pesado… Nosso foguete espacial, Programa espacial …. Isso é ser NAÇÃO PROSPERA…..O resto é BALELA…..

  6. Acredito que o pior de tudo é que o povo brasileiro está se sentindo abandonado….estamos abandonados…..por tudo e por todos….então quando alguém ou alguma organização abana uma boia de salvação….é para lá que corremos….

  7. Intervenção militar já, com tribunal militar…se isso que está aí, é democracia ; eu amo a ditadura…

  8. Está muito claro que há um DESGOVERNO imperando no Brasil já a mais de 13 anos. Os poderes da República estão desconectados, viciados e repletos de interesses “escusos”, sendo acobertados pela nossa Justiça, que me parece FALIDA através dos exemplos dados pelo STF, onde TODOS os Ministros foram INDICADOS por Políticos da pior qualidade e HONESTIDADE.
    Acredito PIAMENTE na necessidade de uma INTERVENÇÃO MILITAR para restaurar a dignidade da nação Brasileira.

  9. Acredito que a pesquisa tenha sido isenta e seu resultado um espelho da desesperança do brasileiro no atual sistema político. A pesquisa tende a apresentar um quadro majoritário para a intervenção militar como a única e verdadeira saída da crise moral em que vivemos. Os que se opõem à intervenção, até o momento, não apresentaram alguma saída viável para o problema e só fazem criticar as FFAA .

  10. Por um ou outro motivo, muitos deixaram de participar de forma positiva nessa enquete. Seria uma oportunidade fazer parte dos 49% que votaram sim pela Intervenção Militar. Até não é só pela motivação da situação política vigente, mas porque o Brasil precisa de uma determinada e ordeira reorganização de todos os setores da administração pública, e em benefício de todos os brasileiros. Há necessidade de ORDEM CÍVICA E PATRIÓTICA PARA O DESENVOLVIMENTO DE TODOS OS SETORES DA ECONOMIA, E A FAVOR DE TODA A SOCIEDADE!.

  11. Eros Sebastião Machado.
    Gente! Os PTtralhas que nós mesmos colocamos no poder achando que seria a solução para o nosso pais, nos enganaram direitinho. O PTralha mor se fazendo de bonzinho, criou as bolsas “vagabundos” ou pessoas que nunca tiveram vontade de trabalhar e os transformou em “coitadinhos”. Passou a dar uma migalha pra cada um e com isso criou uma cortina cor de rosa entre o povo e a organização criminosa que ele juntou dos partidos políticos existentes na época e ainda criou mais uma pá de pequenos partidos de aluguel para ajuda-los na formação da quadrilha que aí está. Com o apoio da câmara de deputados, senado federal todos aliados da quadrilha, conseguiu estragar todas as outras instituições, tais como; Exercito, STF, Direitos Humanos etc. que passaram a trabalhar em favor dessa quadrilha que aí está. Para o azar do chefão da máfia o judiciário de 1ª instância, policia federal, OAB, PGRs e outras instituições consideradas por ele de menos importância, junto com a pequena parte de políticos honestos etc, mexeram os pauzinhos e começaram a derrubar a piramide de corruptos em que se transformou o nosso governo. Isso os assustou tanto que começaram a brigar entre eles mesmos. Deu no que deu. O Cunha derrubou a Dilma. O Temer derrubou o Cunha. O Palocci virou-se contra o Lula. O Joesley tenta derrubar o Temer e etc. O grande problema é que apesar das prisões, a grana absurdamente grande que esses caras roubaram dos brasileiros, não vai voltar para o Brasil, e pior ainda, quem vai ter que reconstruir o pais somos nós os trabalhadores, pois os “coitadinhos” estão loucos que o Chefão volte a ser Chefe de novo e com certeza vão votar nele, e tudo volta como antes, nos trabalhando, os “coitadinhos” sugando uma parte do nosso trabalho, os políticos levando o deles, o STF (como agora) apoiando os sem vergonhas, os bandidos de todo tipo, deitando e rolando, a policia sem poder fazer nada, pois as leis de agora defendendo bandidos e punindo os honestos. Como já disse Chico Buarque no passado; o jeito é conformar-se em ver a banda passar. 2.018 vem aí e o povão vai eleger a maioria dos mesmos bandidos que aí estão. Esperem pra ver. O militares, certos ou errados (opinião de cada um) já interviram uma vês. Resolveu? Povão!!!!!! Pelo amor de Deus! Aprendam escolher o próprio caminho. Deixem de votar, seja em quem for. Vamos mostrar a eles que quem precisa de nós é eles e não nós que precisamos deles. Experimentem e verão o resultado.

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: