Lava Jato é reflexo de um trabalho em conjunto de juízes, procuradores e sociedade, diz FMI

mode

O Fundo Monetário Internacional (FMI) apontou a Operação Lava-Jato como um exemplo de combate à corrupção com resultados claros. Em relatório da instituição sobre a corrupção na América Latina, a atuação de procuradores e de juízes brasileiros foi vista como essencial, bem como o apoio da sociedade.

“A recente investida contra a corrupção no Brasil com a Operação Lava-Jato é reflexo de um Judiciário mais eficiente, promotores independentes e dotados com orçamento apropriado, além do apoio decisivo da mídia e sociedade.”, destaca o texto assinado por David Lipton, primeiro subdiretor-geral do FMI, Alejandro Werner, diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental e S. Pelin Berkmen, subchefe de Divisão no Departamento do Hemisfério Ocidental.

 

O artigo destaca o trabalho feito pela Operação Lava-Jato no combate à corrupção no Brasil. De acordo com o texto, que faz parte de uma série de ensaios sobre o problema que atinge a América Latina de forma mais intensa que regiões mais desenvolvidas, a operação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal é um exemplo que deve ser seguido por outras nações.

Além de destacar a Lava-Jato, os integrantes do FMI ressaltaram o caso Guatemala e as investigações sobre pagamentos de propina pela Odebrecht em países da América Latina: “nos últimos anos, a Guatemala conseguiu revelar casos de evasão fiscal, lavagem de dinheiro e financiamento ilegal por intermédio da sua Comissão Internacional contra a Impunidade (o braço das Nações Unidas que dá assistência aos procuradores nacionais no combate à corrupção). Entre outros, Peru e República Dominicana levaram adiante com rigor diversas acusações contra funcionários de alto escalão associados ao escândalo da Odebrecht”, dizem os autores.

 

Participe da discussão

2 comentários

  1. Os verdadeiros cidadãos de bem deste pais, mais do que nunca, precisam unidos ir para as ruas demonstrar apoio esse importante trabalho da Lava Jato e protestar e exigir cadeia para todos os politicos e empresários corruptos e ladrões do erário. As coisas ruins continuam acontecendo diante de nossas vistas, como é o caso noticiado do Temer que respondendo a inúmeras denuncias de práticas irregulares em seu governo, na maior cara de pau, continua no poder a distribuir recursos do erário a deputados para manter-se na presidência. Isso é o cúmulo, e a nação só poderá sair dessa vergonhosa situação com o movimento nas ruas. ACORDA BRASIL! MUDA BRASIL! TOME VERGONHA POVO BRASILWEIRO!

  2. Embora Lula, Cunha, Temer, Dilma, Aécio, e tantos outros aleguem perseguição política, a PF não investiga sem denúncia e/ou suspeitas. O MP não aprofunda as investigações e oferece denúncia sem provas consistentes. O Judiciário não condena se não estiver convicto das provas. O resto de desespero de causa.

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: