Artistas lançam movimento a favor da exposição que usou criança e nudez masculina

caet1

Artistas como Fernanda Montenegro e Caetano Veloso se reuniram para gravar vídeos contra o boicote da sociedade sobre as recentes exposições em museus. A opinião pública reagiu contra o uso de crianças em performances com nudez masculina.

Os vídeos fazem parte do movimento  # 342 Artes, e contam com a participação de Marisa Monte, Cissa Guimarães, Alinne Moraes, Zezé Polessa e Tico Santa Cruz, entre outros.

As manifestações surgiram com a exposição “Queermuseu”, em Porto Alegre, com ataque a símbolos religiosos e uma performance do MAM, em São Paulo, que envolveu um artista nu sendo tocado por uma criança que aparentava 4 anos de idade.

Semana passada, a Associação Médica Brasileira (AMB) divulgou nota sobre a performance na qual uma criança tocava um homem nu. Os médicos falaram da vulnerabilidade emocional de cada criança e questionaram o “sentido artístico” de um homem nu que se apresenta “disponível para contatos físicos com crianças”. 

Veja a nota na íntegra:

Com relação à La Bête, recentemente encenada no Museu de Arte Moderna de São Paulo, a Associação Médica Brasileira (AMB) vem a público fazer um alerta:

– Não consideramos a performance adequada, pois expõe nudez de um adulto frente a crianças, cuja intimidade com o corpo humano adulto, de um estranho, pode não ser suficiente para absorver de forma positiva ou neutra essa experiência.

– Evidências científicas comprovam que situações de nudez, contato físico e intimidade com o corpo são próprias do desenvolvimento humano, mas positivas, desde que ocorram entre pessoas com perfis equivalentes, quanto à idade, maturidade e cultura. Ou entre adultos e crianças cujo vínculo e convivência cotidiana definem esta experiência, de forma natural e sem caráter exploratório previamente determinado.

– Do ponto de vista do adulto (que se apresenta nu e disponível para contatos físicos com crianças) não se consegue alcançar o mérito dessa proposta e/ou sentido artístico, educativo desse roteiro teatral.

Recomendamos que pais e educadores se disponham a trabalhar a sexualidade de seus filhos e alunos, para lhes oferecer a melhor educação sexual, e os prevenir de situações inadequadas, as quais podem ter repercussões imprevisíveis, dependendo da vulnerabilidade emocional de cada criança ou púbere, mais até do que da intensidade da experiência.

 

Associação Médica Brasileira

 

Participe da discussão

4 comentários

  1. Não vejo sentido em manter um doloroso quadro nefasto como o apresentado pelo santander. Melhor é que fique como está. É menos traumáticos para os “SOMS” por que a esquerda já está pedida em seus atalhos
    a frangalhos. Chega de provocar essa rede nefasta que já perdeu alguns milhões de clientes e irá perder ainda mais. VIVA A FAMÍLIA E DEUS QUE LHE DEUS ORIGEM. PARA SEMPRE VIVA DEUS

  2. Os artistas querem meter goela abaixo o consumo da arte pornografica. Mas o negocio é avisar ao povo a quem se destina o lixo pornografico e cada um escolhe o que quer pagar para ver! E, os que se preocupam com a educação de nossas crianças, pedir que deixem as crianças fora deste consumo!

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: