Dodge e Dallagnol se encontram para analisar resultados da Lava Jato: mais de R$ 4 bilhões devolvidos aos cofres públicos

rda

 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, se reuniu na manhã desta segunda-feira (9), em Brasília, com o coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol para, segundo a assessoria do Ministério Público, discutir detalhes da operação.

O encontro, realizado na sede da Procuradoria Geral da República (PGR), foi o primeiro da equipe de Curitiba com a nova chefe do Ministério Público Federal (MPF).

Durante a reunião, os procuradores apresentaram a Raquel um histórico dos trabalhos desenvolvidos desde abril de 2014, início da operação que levou à prisão de doleiros, empreiteiros e políticos que não detêm foro privilegiado – o trabalho da força-tarefa já resultou em mais de 160 condenações e na devolução de mais de R$ 4 bilhões aos cofres públicos.

Os procuradores destacaram à chefe do Ministério Público Federal os acordos de delação premiada celebrados pela força-tarefa, que já somam mais de 150, permitindo o avanço da operação instaurada com o objetivo de apurar fraudes em contratos da Petrobras.

Além do coordenador do grupo, procurador da República Deltan Dallagnol, participaram do encontro os procuradores Paulo Roberto Galvão e Antônio Carlos Welter, que integram a força-tarefa de Curitiba. Eles falaram sobre o futuro da operação na primeira instância.

Raquel estava acompanhada da secretária da Função Penal Originária no Supremo Tribunal Federal, procuradora regional da República Raquel Branquinho, e do coordenador do Grupo de Trabalho (GT) da Lava Jato em Brasília, procurador regional José Alfredo de Paula Silva.

 

Participe da discussão

3 comentários

  1. Muito bom. Acredito que o governo nos deve uma explicação do q está sendo feito com o dinheiro

  2. #Somos todos aécio preso incomunicavel e sem nenhum direito político pelos próximos 50 anos. fdp! !!!1

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: