Donos da JBS tinham “informações bombásticas” para se dar bem sozinhos no mercado, diz delegado da PF

irba

 

O delegado Edson Garutti, da Polícia Federal, disse que os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, tinham “informações bombásticas” que permitiram a eles se posicionar no mercado de forma privilegiada com a divulgação da delação premiada de executivos da empresa. A declaração foi dada nesta terça-feira (10) em São Paulo, após a PF encerrar a investigação sobre o uso de informações privilegiadas pela JBS e pela FB Participações, que controla o frigorífico.

“Eles tinham informações bombásticas, com um potencial de impacto relevante no mercado. Eles tinham informações que iam impactar o mercado, todos os agentes financeiros que tivessem acesso àquela informação se posicionariam no mercado”, disse Garutti em entrevista à “GloboNews”, acrescentando que eles sabiam que essas informações eram relevantes.

Com o fim do inquérito, o resultado da investigação foi entregue ao MPF (Ministério Público Federal), que poderá apresentar denúncia, pedir novas investigações ou arquivar o caso.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: