OMO conseguiu 78 mil dislikes em seu vídeo de ideologia de gênero

Posted by

A OMO lançou um “comunicado” – via Youtube- aos pais e mães como uma campanha para o Dia das Crianças.

A ideia era propagar ideologia de gênero, o que obviamente é ofensivo a muitas pessoas.

Como resultado, receberam 78 mil dislikes:

 

Advertisements
Anúncios

6 comments

  1. Os dislikes já passam de 90 mil.
    Essas empresas que deveriam apenas cuidar da excelência de seus produtos para atender bem seus clientes, ficam tomando partido nas agendas políticas que prejudicam os próprios clientes que são suas fontes de renda.
    É uma burrice mal intencionada!

  2. Não sei qual tipo de burrice é a minha porém o que entendi da mensagem é o seguinte> estamos vivendo momentos nogentos com essas bandeiras de gênero que só levam a família seguirem clichês perversos de um terceiro sexo que ofende à natureza humana.
    Fui criada com BRINCADEIRAS QUE INC LUIAM MENINAS E MENINOS em casinhas, bonecas, pai e mãe, de índio, futebol (chegavamos a formar clubinhos), zorro, carrinho, catar latas e ferros para vender e ter dinheiro para as matinés; no meu tempo nenhum menino virou “veado” e as meninas “sapatão”; os que já nasceram com o desvio mais femininos, também não descambaram para essa aberração que se vê hoje, parecendo uns zumbis à caça de um macho e vice-versa.
    Penso que esse comercial da OMO (cujo produto não uso porque ele acaba com a roupa), foi um tanto infeliz para o momento em que o TERCEIRO SEXO FORÇADO quer se impor, não apela para a IDEOLOGIA DE GÊNERO, a cabeça das pessoas ao longo de uma campanha silenciosa e que foram e vem sendo forçadas a esse entendimento.
    Uma campanha, como se vê no youtube de pessoas bem medíocres, as mesmas que clamam pela questão das raças, minorias preguiçosas, que encontraram uma forma de não mais trabalhar e estudar, mas levar pessoas a entendimentos infames e distorcidos.
    MENINOS PODEM SIM BRINCAR COM COISAS DE MENINAS E JUNTO COM ELAS E VICE-VERSA. Se essas crianças já nasceram com um desvio não é por culpa dos brinquedos e das brincadeiras mas da NATUREZA.
    PAIS E MÃES devem sim se preocupar com essa vil campanha da pseudo ARTE na qual a nudez se tornou produto de consumo para as crianças. DEVIAM SE PREOCUPAR EM DESLIGAR AS TELEVISÕES — principalmente GLOBO —- que sujam as mentes infantis e dos jovens com suas novelas e programetes imundos.
    PAIS E MÃES deviam mesmo se preocupar com seus filhos em brincadeiras saudáveis, levá-los ao zoologico para eles adquirirem respeito aos animais e aos vegetais; fazerem com eles boas leituras TUDO EM FAMÍLIA.

  3. Não compro mais OMO. Não é esse tipo de comercial lamentável que eu esperaria ver de um fabricante de sabão – o responsável pelo marketing perdeu a oportunidade de fazer uma propaganda focando nos pontos fortes do sabão. Não levaram em conta que a cultura e as tradições da maioria do povo brasileiro são de uma cartilha diferente, que respeita mas não incentiva coisas moderninhas e progressistas que a classe dos “Bárbaros Tolerantes” de hoje tem histericamente defendido, como bissexualidade, ideologia de gênro (UM LIXO MORAL), outras mais (isso sem falar nas tentativas de descaracterizar pedofilia como crime). AQUI SE FAZ AQUI SE PAGA, OMO NUNCA MAIS, DO MEU FILHO CUIDO EU. Peço àqueles brasileiros que são trabalhadores sérios, cristãos, e que não querem erotizar as crianças nem fomentar esse lixo moral chamado ideologia de gênero, que BOICOTEM a marca OMO – já que ninguem faz nada, essa é a nossa forma de não estimular tudo isso.

  4. Propaganda ridicula parece piada, nao tentem perverter nossas familias a mudar coisas comuns da natureza humana com palavras bonitas mais sem o menor nexo e respeito eu a partir de agora nao compro mais esse sabao em pó

Deixe uma resposta