STF solta Eike Batista. Empresário estava preso por propina de US$ 16,5 milhões em esquema com Sergio Cabral

eik

 

Desfalcada de dois dos cinco ministros, a 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu por unanimidade nesta terça-feira (10) conceder habeas corpus em favor do empresário Eike Batista, que se encontra em prisão domiciliar desde o fim de abril.

Apesar de dar liberdade ao executivo, a decisão impôs o cumprimento de outras medidas cautelares: o recolhimento domiciliar noturno e nos feriados, o comparecimento periódico em juízo, a proibição de deixar o país e a de manter comparecimento periódico em juízo, a proibição de deixar o país e a de manter contato com os demais investigados.

Os ministro Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski acompanharam integralmente o voto do ministro Gilmar Mendes, relator do habeas corpus. Não estavam no julgamento os ministros Edson Fachin –que participou da 1ª Turma e chegou instantes depois da decisão.

Eike foi preso em janeiro, no âmbito da operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, sob a suspeita de pagar US$ 16,5 milhões em propina ao esquema do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB).

No mês seguinte, ele foi denunciado pelo MPF (Ministério Público Federal) por corrupção e lavagem de dinheiro. “O fato de o paciente ter sido denunciado por crimes graves […], por si só, não pode servir de fundamento único e exclusivo para manutenção de sua prisão preventiva”, escreveu Gilmar na decisão liminar. Em sua sustentação oral, o advogado de Eike, Fernando Teixeira Martins, pediu aos ministros que suspendessem também as medidas cautelares decretadas em abril.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s