Sobre a Lava Jato, Moro avisa: “há ainda uma parcela para os detentores de foro privilegiado que precisa ser finalizada”

mr

A solução para a corrupção sistêmica é o aprofundamento da democracia, mais transparência, mais liberdade de informação, maior responsabilização dos governantes frente aos governados, destacou o juiz Sergio Moro em entrevista para a Istoé Dinheiro. Mas ele também chamou a atenção para a questão de que ainda é preciso alcançar os políticos corruptos que detêm foro privilegiado.

“A operação Lava Jato se insere em um ciclo inaugurado de forma mais incisiva pela Ação Penal 470 no sentido da redução da impunidade de crimes praticados por poderosos. Muito foi feito e chegou-se a alguns resultados inimagináveis no início. Mas há ainda uma parcela significativa de investigações e processos em andamento principalmente para detentores de foro privilegiado. É preciso que esta parte seja finalizada.”

Perguntado se isso seria um risco à operação, o juiz respondeu: “A grande mudança institucional mais permanente, a execução de condenação a partir do julgamento de uma Corte de Apelação, está aparentemente ameaçada por uma possível revisão de entendimento do Supremo Tribunal Federal. Será lastimável se isso ocorrer. Além disso, seriam importantes as reformas mais abrangentes para diminuir as causas da corrupção, como o loteamento político de cargos públicos, mas não se vê movimentos nesse sentido de nossas lideranças políticas, o que não deixa de gerar grande insatisfação.”

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s