Universidade anula questão de prova que exaltava Lula

A Universidade do Estado da Bahia anulou uma questão de um processo seletivo que tinha elogios ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A pergunta fazia parte da prova para ingresso no programa de pós-graduação em Gestão Pública.

O enunciado da questão se refere a Lula como “o primeiro presidente de origem verdadeiramente popular” do Brasil e destaca políticas “de fundamental importância” implementadas pelo ex-presidente.

Na resposta, os candidatos deveriam explicar “o que o ex-presidente representou” para as políticas sociais do país.

“O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva implementou diversas políticas que proporcionaram mudanças sociais e econômicas de fundamental importância para o desenvolvimento brasileiro. O que o ex-presidente representou para a Administração Pública do país? Para as políticas sociais? E para as condições básicas de vida da população?”, diz a prova.

A Unidade Acadêmica de Ensino a Distância da UNEB, responsável pela prova, afirmou que “após avaliação padrão das questões que ocorre após a aplicação das provas e antes da divulgação dos gabaritos, a questão aberta da prova do processo seletivo para ingresso na pós-graduação lato sensu em Gestão Pública, na modalidade à distância, foi anulada por apresentar problemas em sua formulação”.

 

 

 

 

Participe da discussão

2 comentários

  1. A questão para ser verdadeira deveria ressaltar ainda que o presidente nordestino, popular e semianalfabeto roubou como nenhum outro antes o fizera, mergulhou o Brasil numa terrível recessão, assaltou a Petrobrás, os fundos de pensão etc. acabou com a esperança do povo e concentrou sua popularidade no eleitor analfabeto e semi alfabetizado, vulneráveis que são a todos os políticos demagogos que não dispõem de um mínimo de consciência coletiva.

  2. Isso chega a ser criminoso. As constantes tentativas de fanáticos a exaltar esse” senhor ex graças a deus presidente” como tivesse sido a primeira maravilha do Brasil ignorando que muitos antes dele fizeram sua parte mas ele foi o primeiro e conseguiu ganhar de Collor em ladroagem, populismo com o dinheiro público limpando os cofres como “nunca dantes na história deste país” e com um caminho repleto de mortes mal explicadas por conta da corrupção crônica do seu partido. Ele é tão popular que ganha na prática de explorar e roubar os “tão amadinhos pobres eleitores”.

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: