Gilmar Mendes suspende decisão de Bretas e favorece Cabral

gbre

 

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta terça-feira (31) a decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro, tomada pelo juiz Marcelo Bretas, que havia determinado a transferência do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) para o presídio federal de Campo Grande (MS).

A transferência foi um pedido do Ministério Público Federal depois que Cabral fez comentários sobre a família do juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato no Rio, durante uma audiência.

O próprio Bretas autorizou a transferência de Cabral para a penitenciária sul-mato-grossense após ter repreendido o ex-governador em uma das audiências do processo em razão de o peemedebista ter contestado questionamentos sobre compra de jóias para suposta lavagem de dinheiro mencionando que a família do magistrado trabalhava com bijuterias. Na ocasião, Bretas alegou que havia se sentido ameaçado com a declaração do peemedebista.

Na capital sul-mato-grossense, Cabral iria ficar em uma ala separada desses criminosos, em uma das 208 celas da penitenciária. As celas são individuais, têm mais ou menos 7 metros quadrados, uma cama, banheiro e uma escrivaninha.

Em Benfica, no Rio, onde ele está preso atualmente, são 16 metros quadrados. Alem disso, hoje o ex-governador divide o espaço com outros quatro detentos e pode ver TV. Em Campo Grande, não teria esse direito.

Participe da discussão

11 comentários

  1. Parece que sempre que houver uma chance de desmoralizar um juiz de primeira instância, não haverá dúvidas para o STF sobre que decisão tomar.

  2. O ACUSADO “SÓ” INVESTIGOU A VIDA DO JUIZ E DE SUA FAMÍLIA, NÃO HÁ MOTIVOS PARA TANTO!!!STF JÁ ERA E FAZ MUITO TEMPO!!!

  3. Enquanto não houver a intervenção militar vai continuar está falta de respeito aos Juízes honestos

  4. Na verdade deve estar sendo negociado recursos financeiras com o STF – quem sabe – e Gilmar Mendes é o líder e negociador.
    Em consequência ele fica incumbido de julgar e soltar os donos do dinheiro. Depois eles, os 11, beneficiam-se do resultado na partilha. Na falta dele aparecem o ministro Marco Aurélio de Melo e alguns outros.
    É uma das conclusões que podemos conceber às medidas e as decisões do STF.
    Rendimentos promissores podem estar correndo e eles estão aproveitando o momento inédito da Lava Jato, além de outros, para adquirir castelos antigos no Sul da França e realizar seus sonhos.

  5. Tirado da matéria sobre o Grupo dos Guardanapos.
    A Curra diferencia-se do estupro por haver mais de um agente, o que torna o indivíduo currado mais indefeso ante as agressões sofridas. Foi neste grupo social onde a violência oriunda da impunidade, regada por droga e pederastia que o governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e o senador Aécio Neves foram criados, gerando pessoas sem qualquer escrúpulo, limite ético e moral, desta forma capaz de tudo.

  6. E ele manda mais do que um juiz? Uma desgraça desta, este bosta nem advogar sabe vagabundo..alguém tem que sumir com este traste do mundo afeee..Deus me perdoa mas isto é macumba mesmo, é por isto que muito perdem a cabeça e faz merda por causa de um ser despresivel marginal como este..

  7. Está com problemas? Matou alguém e foi ao cinema? Pegou um dinheirinho que não era seu? Foi para um presídio Federal? Está na justiça por qualquer motivo?
    Seus problemas acabaram:

    MINISTRO GILMAR MENDES
    Telefone: (61) 3217-4175
    E-mail: mgilmar@stf.jus.br
    E-mail:audienciasgilmarmendes@stf.br

  8. Depois do teatro cujos atores M.Levandowsk X M.Gilmar Mendes, realmente não se espera algo melhor. SUPREMO ex-Suprema Corte, agora mais semelhante à cozinha de boteco, nos faz repensar o futuro. MERECEMOS UM REGIME DEMOCRÁTICO? sabemos conviver com ele?

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: