FAKE NEWS ALERT: SEPARANDO HERÓIS E VILÕES NO ATAQUE DO TEXAS.


1. O atirador, Devin Kelley, vocês devem ter visto, agrediu a mulher e filha em 2012, passou um ano na prisão e recebeu uma baixa por má conduta da Força Área.
2. Desde 1997 qualquer pessoa condenada por violência doméstica é impedida de adquirir legalmente qualquer arma nos EUA – no que se chama por aqui “Emenda Lautenberg”.
3. Em geral, baixas desonrosas também são impeditivos para se comprar uma arma nos EUA. Mas existe uma diferença entre baixas desonrosas e baixas por má condutas, sendo a primeira, mais séria que a segunda.
4. Apesar disto, Kelley conseguiu passar pela checagem de antecedentes (“background check”) que todos devem passar antes de comprar suas armas. Não deveria, já que uma ou ambas das condições acima o desqualificariam. Ao que parece, ele mentiu no formulário. Criminosos, como se sabe, não tem problemas em mentir.
5. Alguém nitidamente fez cagada. Não havia nada no banco de dados do Sistema Nacional de Crimes ou no sistema de crimes do Texas que o impedisse de comprar a arma. Este é o problema em confiar no governo para o controle de armas: governos geralmente são péssimos em tudo o que fazem.
6. O Texas é um estado que exige autorização para porte de armas velado. O atirador, curiosamente, aplicou para um e teve seu pedido negado. Mas é claro, portou mesmo assim – além do rifle, ao menos duas pistolas. Criminosos, como se sabe, não são bons em respeitar as leis (por definição).
7. Alguns jornais estão tentando pintar Devin Kelley como um ex-professor de bíblia e um extremista religioso. Isso é FAKE NEWS!!! Múltiplos reportes dão conta de que Devin era um conhecido militante ateu nas redes sociais que odiava religião e dizia que “pessoas que acreditam em Deus são estúpidas”. Ateus e muçulmanos seguem firmes na disputa de quem mata mais no mundo.
8. Devin Kelley deveria ter sido internado há tempos, se o ocidente não tivesse desistido de discutir suas políticas manicomiais. Toda vez que um maluco atira em alguém, a esquerda desvia a atenção para o debate do controle das armas, em vez de se focar no debate do controle… de malucos! Repare bem: nos noticiários, a culpa é sempre do objeto e nunca do agente.
9. No fim das contas, quem parou a ameaça foi um cidadão de bem armado (“good guy with a gun”). Não a polícia, não o Batman.
10. Stephen Willeford, um encanador cristão de 55 anos, casado há 30 anos, que morava ao lado da Igreja, foi acordado de uma soneca pelos tiros. O que ele fez? Pegou o seu rifle (YES!!! This is Texas, mutherfucker!!!!), desceu DESCALÇO, se escondeu atrás de um carro e largou o berro no maníaco, que se feriu gravemente (fuzis sempre ferem gravemente). Isso fez Devin Kelley parar de matar todo mundo e fugir.
11. A história fica ainda mais incrível. Willeford parou a caminhonete de um passante, Johnnie Langendorff, e disse: “Eu preciso de ajuda! Esse cara estava atirando nas pessoas na igreja! Siga ele!”. Os dois então iniciaram uma perseguição ao atirador a 150km/h, que, muito ferido, finalmente perdeu o controle do carro, bateu e (aparentemente) se suicidou.
12. Criminosos mentindo e burlando as leis para ter acessos às armas, controles governamentais falhando, malucos à solta e bons samaritanos armados salvando vidas: nunca a narrativa da direita se provou tão evidentemente correta.
Willeford e Langendorff (FOTO) são heróis e não há como estimar quantas vidas salvaram. Esse é o Texas. Essa é a América.

Paulo Figueredo Filho

Anúncios

3 comentários

  1. Exatamente Paulo! E a grande mídia fake news insiste em culpar as armas. Ontem em reportagem no jornal da noite eles até mencionaram a questão de o indivíduo ter sido expulso das forças armadas e que por isso não teria mais autorização para comprar armas, mas falaram de uma forma tipo “é, ele nem podia ter comprado uma arma, mas mesmo assim foi na loja e comprou, viu como é ruim esse fácil acesso a armas!?!?!”, foi claramente tendenciosa a matéria, foi algo surreal a forma como ele manipularam para dar ênfase ao porte de arma e não ao lunático que fez isso… Ainda bem que a maioria das pessoas sabe que isso é balela!

    Curtir

  2. as autoridades constituídas do nosso País, infelizmente não conseguem resolver nossos problemas internos. Mas, esse exemplo fatídico no Texas-EUA, e em outras localidades, nos permite avaliar a nossa insegurança, diante da semeadura do mal entre nós, e bem próximos de todos de forma inusitada ao qual estamos ficando expostos. Basta ver os crimes em Goiânia,da estudante, em Janaúba MG, das crianças, e todos os mais que se espalham pelo território nacional. /.

    embora, considerando a desordem que alastra no mundo, não podemos continuar alheios a esses monstruosos e maus e trágicos fatos. //. A criminalidade diária no Brasil, apesar do noticiário diário na imprensa, na mídia, passam como que despercebido. Mas é muito chocante os caminhos que estão sendo infestados pelos criminosos que cada dia são mais ousados, e dão sinal de que não temem a justiça. A Polícia tem que agir, mas estão limitados em suas ações, porque precisam agir com cuidado diante de situações que precisavam agir com todo rigor. // Morre um “bandido criminoso” vem os ” vulgo defensores dos que se auto-denominam de direitos humanos” os Policiais ficam expostos as suas acusações mesmo que não sejam fatos comprovados. Se um policial é ferido, morto, não há quem se mova por eles!..

    ENTÃO DESCULPEM O DR SÉRGIO MORO, E QUEM NÃO SIMPATIZA COM AS F F A A- MAS O NOSSO BRASIL SÓ ENTRA NOS EIXOS, COM I N T E R V E N Ç Ã O M I L I T A R U R G E N T E !.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s