Candidata do Partido Comunista diz que mercado não precisa “se assustar” com a legenda

Publicado por

man

 

Tradicional parceiro do PT nas eleições presidenciais, o PC do B (Partido Comunista do Brasil) lançou no último domingo a pré-candidatura da deputada estadual Manuela D’Ávila (RS) à Presidência da República em 2018. O anúncio foi feito pela presidente nacional do partido, Luciana Santos. Se a candidatura de Manuela se confirmar, será a primeira vez desde as eleições de 1989 que o PC do B disputará a Presidência sem estar na chapa encabeçada pelo PT.

Em uma das suas primeiras declarações como pré-candidata, Manuela afirmou que “não há razão para o mercado se assustar” com seu partido. “Vamos procurar os setores econômicos vinculados à indústria nacional. O PC do B é um país sério”, afirmou.

Quando questionada sobre a aliança com partidos que apoiaram o impeachment de Dilma Rousseff, a deputada afirmou que essa eleição é um momento de debate do futuro do País. “Nós caracterizamos o que aconteceu como um golpe institucional. A partir disso, achamos que essa eleição é um momento de debate de futuro, não de passado”, apontou.

live

 

 

Curta República de Curitiba
Anúncios