Luislinda (PSDB) se queixa: “sou preta, pobre e da periferia”

Posted by

aec

Depois da polêmica envolvendo seu salário, a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois (PSDB), afirmou na manhã desta segunda-feira, 13, que é “preta, pobre e da periferia”. A declaração foi feita em discurso, ao lado do presidente Michel Temer (PMDB), na cerimônia de lançamento do Programa Emergencial de Ações Sociais para o Estado do Rio de Janeiro e Municípios, numa unidade da Marinha do Brasil na Avenida Brasil, zona norte do Rio.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério do Desenvolvimento Social, o programa emergencial terá investimento total de R$ 157 milhões no Rio, com ações nas áreas de justiça, educação, esporte e direitos humanos. Projetos de vários ministérios estão envolvidos, incluindo a pasta de Luislinda.

A polêmica em torno do salário de Luislinda veio à tona após a ministra revelar insatisfação com o valor de seu contracheque. Luislinda protocolou um pedido ao governo no qual alegava fazer trabalho escravo por não receber R$ 61 mil, valor que seria a soma de sua remuneração como ministra com a aposentadoria como desembargadora. Se o pleito da ministra fosse atendido, ela receberia além do teto constitucional, que é de R$ 33,7 mil, violando a legislação.

Advertisements
Anúncios

2 comments

  1. Além de PRETA,POBRE e da PERIFERIA , queria aumenta sua característica de caráter,PARASITA!!!!!!!!!!!! como todos os petralhas e puxadinhos.

Deixe uma resposta