Deputados do RJ revogam prisão do seu chefe, Jorge Picciani

Publicado por

picc

 

Os deputados da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) decidiram revogar a prisão dos deputados Jorge Picciani (presidente da Casa), Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB. Por volta das 16h35, 39 parlamentares já haviam votado a favor da soltura dos parlamentares, 17 contra e uma abstenção.

Policiais militares do Rio de Janeiro lançaram na tarde desta sexta-feira (17) bombas de efeito moral e balas de borracha contra manifestantes que participavam de ato na Alerj (Assembleia Legislativo do Rio de Janeiro). A ação dos PMs dispersou os manifestantes, que se concentravam na frente do Palácio Tiradentes, sede do Legislativo fluminense, onde é votada a revogação dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB.

O protesto ocorre em favor da manutenção da prisão dos três parlamentares, suspeitos de corrupção, lavagem e outros crimes apurados pela Operação Cadeia Velha, desdobramento da Operação Lava Jato.

Curta República de Curitiba
Anúncios

3 comentários

  1. O que deveria acontecer, se este pais fosse sério, é que os condenados fiquem presos, e os que votaram a favor da soltura fossem presos também, ´da náuseas de ouvir estas noticias!