STF tira de Moro os processos de Cunha, Geddel e Rocha Loures. Eles foram denunciados com Temer por organização criminosa

stf

Por maioria, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (19) retirar do juiz federal Sérgio Moro as denúncias de organização criminosa contra políticos dos PMDB sem foro privilegiado denunciados junto com o presidente Michel Temer por organização criminosa, como o deputado cassado Eduardo Cunha (RJ), o ex-ministro Geddel Vieira Lima (BA) e o ex-assessor especial da Presidência Rodrigo Rocha Loures (PR).

As defesas queriam manter as acusações contra os três peemedebistas no STF ou, pelo menos, garantir que o caso fosse enviado para uma vara criminal do Distrito Federal, e não para a jurisdição de Moro. Ao final do julgamento bastante dividido, ficou definido que os processos de Cunha, Geddel e Rocha Loures serão enviados para a Justiça Federal de Brasília.

Todos os dez ministros que participaram do julgamento votaram a favor de dar continuidade ao processo. Foram os ministros Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello e Cármen Lúcia.

A decisão sobre se o processo seria remetido ao juiz Sergio Moro, em Curitiba, ou à Justiça Federal de Brasília, terminou empatada em cinco votos a cinco. No entanto, prevaleceu o entendimento de que as investigações ficariam no DF.

Os ministros Moraes, Toffoli, Gilmar, Lewandowski e Marco Aurélio defenderam que o processo não ficasse com o juiz Moro e fosse remetido à Brasília. Fachin, Barroso, Rosa Weber, Fux e Cármen Lúcia defenderam a manutenção do processo com Moro. Nesta terça-feira, o ministro Celso de Mello não participou da sessão – ele sofreu um episódio de pressão alta na véspera.

Anúncios

9 comentários

  1. Esse STF e uma vergonha nacional … como podem deixar esses urubus de toga tomarem conta de um país ??? Fora STF não queremos mais vcs … rua !!!! Seus salários são incompatíveis com a realidade brasileira e ainda vcs só fazem coisas mal feitas , soltam a bandidagem … olha nem sei como expressar a minha indignação perante vcs … tomem vergonha na cara e vão embora desse país …FORA STF !!!!

    Curtir

  2. O STJ é um grupo de Ministros comprometidos com os desmandos dos políticos. O caso do ministro Lewandowskitalia no episódio do afastamento da Dilma, quando descumpriu a C F, é simplesmente duvidoso.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s