João Santana detalha a Moro como era esquema de corrupção com Lula

joao san

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, ouviu, na tarde desta segunda-feira (5), o ex-marqueteiro do PT João Santana e a mulher e sócia dele, Mônica Moura, como testemunhas de acusação no processo sobre o sítio de Atibaia.

“Meus contatos eram sempre com a cúpula do partido. Lula em primeiro lugar, Antonio Palocci era um interlocutor, depois os presidentes (do PT) Ricardo Berzoini, Rui Falcão e lideranças mais expressivas”, confessou João Santana.

Ele disse que chegou a Lula via Palocci, depois de ter feito sua campanha para a prefeitura de Ribeirão Preto.

Santana também confirmou Moro que pediu a Lula e Antonio Palocci que não fizessem caixa 2 na campanha de 2006, por causa do escândalo do mensalão. “Falei para o Palocci e ele concordou na primeira conversa, daquela forma diplomática de ser dele. Mas dois meses depois, ele sentou comigo e disse que seria impossível. Falou: ‘Mas tem uma forma segura para pagar não oficial. Você tem conta no exterior?”

Com a confirmação do marqueteiro, Palocci lhe apresentou então a Odebrecht. “É de absoluta confiança.” Segundo ele, tudo o que recebeu da Odebrecht foi recurso não contabilizado – propina, no caso.

 Nesta ação penal, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é acusado de receber reformas no Sítio Santa Bárbara, em Atibaia, no interior de São Paulo, como propina.

Além deles, Moro também ouve o ex-gerente da área Internacional da Petrobras, Eduardo Musa. Os interrogatórios começaram por volta das 14h e são presenciais. Os três têm condenações na Lava Jato e são delatores – Mônica e João foram condenados duas vezes.

O ex-presidente foi denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em maio de 2017 e se tornou réu na ação em agosto.

Anúncios

3 comentários

  1. só quero ver quando lula vai ser preso, até mesmo para esses politucos petistas parar de fazer ameaças, e saber que eles não são mas alto que a justiça. e até mesmo para dramas credibilidade a justiça. principalmente nossos heróis serhio moro sua equipe e nossos tres desembargadores. que merecem todo o nosso respeito. também marcelo breta. parabéns a todos. e muito obrigado por dedicar o tempo de vcs para tentar salvar o país desses corruptos.

    Curtir

  2. O BRASIL ESTA NESSA SITUAÇÃO CALAMITOSA, MAIS POR CAUSA DA FALTA DE BOM SENSO DAS PESSOAS QUE TEM O DEVER DE AGIR COM LISURA, PERSONALIDADE JURÍDICA, E DE CIDADANIA EM FUNÇÃO DA / REPRESENTATIVIDADE A QUE PERTENCE NESSE CASO A PROCURADORA RAQUEL DODGE OU A QUEM O FATO SE RELACIONAR. o v o t o i m p r e s s o > é uma exigência dos eleitores brasileirosnão há eleição sem eleitor.> //. É PRECISO UNIDADE DE CONSCIÊNCIA CÍVICA ENTRE TODOS OS SEGUIMENTOS DO JUDICIÁRIO DAS MAIS BAIXAS ENTRÂNCIAS AO S T F , S T J, TSE, C N J: PF- M P F > A FIM DE QUE NESSA OPORTUNIDADE O BRASIL REALMENTE SEJA PASSADO A LIMPO: INDEPENDENTE DE RECLUSÃO OU NÃO DOS CONDENADOS.
    VAMOS À LUTA BRAVA GENTE BRASILEIRA, NÓS PESSOAS COMUNS DO DIA A DIA, ABRACEMOS ESSA CAUSA.

    VOTO IMPRESSO É INQUESTIONÁVEL !. – RESPEITO AS AUTORIDADES NAS OPERAÇÕES LAVA-JATO E AOS DEMAIS CONSEQUÊNCIAS DE SUAS DECISÕES: E TODAS AS DEMAIS OPERAÇÕES JUDICIAIS EM CURSO PELO BRASIL: B R A S I L A L I M P O ISSO É INDISPENSÁVEL: B R A S I L : A M E – O O U D E I X E – O !.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s