“Foi muito importante a colaboração de delinquentes confessos”, diz Moro sobre sucesso da Lava Jato

Screenshot_2018-03-01-08-31-22

O juiz Sérgio Moro disse no México que ‘a corrupção seguirá existindo, mas devemos romper as regras da impunidade”. O juiz da Operação Lava Jato falou a estudantes de Direito e também foi ao Senado mexicano, na última terça-feira, 27, e esteve com ministros da Suprema Corte de Justiça, a quem detalhou sua luta contra a corrupção que, a partir do Brasil, se espalhou por outros países. Moro viajou a convite da ONG Mexicanos contra a Corrupção.

O juiz destacou a relevância dos delatores na Lava Jato. “Foi muito importante a colaboração de delinquentes confessos. Um ex-diretor da Petrobrás revelou os crimes de outro. Isso possibilitou processar um caso muito mais grande que revelou todo um sistema criminoso”, disse Moro, segundo reportagem publicada no site do jornal El País.

Moro revelou os caminhos da Lava Jato para se converter no caso judicial mais famoso da América Latina rompendo pacto de impunidade entre o poder político e grandes corporações empresariais.

O juiz assinalou também a cooperação da Suíça como fator de grande peso para o avanço da Lava Jato. Ele observou que Berna impôs condições para a cooperação. “Dariam informações sobre subornos, mas exigiram que o Brasil não processasse por delitos fiscais por meio dessas provas cedidas.”

A operação ultrapassou as fronteiras brasileiras e alcançou políticos e empresários na Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Panamá, Peru, República Dominicana, Venezuela e México.

Moro disse ainds que o juiz italiano Giovanni Falcone o impressionou quando, nos anos 1980 e 1990, aplicou mais de 300 sentenças condenatórias a mafiosos sicilianos na Operação Mãos Limpas.

Ele falou também sobre as multidões que tomaram as ruas em 2016 para protestar contra a corrupção nas principais capitais brasileiras. Muitos manifestantes usavam máscaras e camisetas com sua imagem. O juiz disse que não foi iniciativa sua e nem pediu a ninguém.

Moro fez questão de destacar que as sentenças da Lava Jato ‘não são trabalho de um só homem’. O Brasil tem ‘uma democracia muito exigente, depois dos anos de governo militar’, disse. Ele pontuou que, atualmente, as instituições estão fortalecidas, como o sistema de Justiça. Destacou a ‘independência’ dos órgãos de investigação.

“A Lava Jato contou com o apoio da opinião pública e da imprensa”, anotou. “ Eles têm sido determinantes porque evitam a obstrução da Justiça.”

Ao se referir aos réus da Lava Jato, políticos e empresários, Moro afirmou aos mexicanos. “Esta gente é muito poderosa.”

O magistrado já aplicou 118 sentenças na Lava Jato, condenando empreiteiros, doleiros, ex-executivos da Petrobrás e políticos, entre eles o ex-presidente Lula, que pegou 9 anos e meio de reclusão, pena que subiu depois a 12 anos e um mês no julgamento do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região.

Anúncios

4 comentários

  1. Depois de Airton Sena volto a ter orgulho de ser brasileiro com o Dr.Sérgio Moro e toda a EQUIPE da LAVA JATO!! Podemos não acabar com a corrupção,mas foi dado um grande passo para diminuir grandemente.SÓ DEPENDE AGORA DE NÓS, não deixarmos levar pelo favorecimento fácil e barato(que é muito caro na verdade).

    Curtir

  2. Mesmo com um vigoroso e tempestivo combate a corrupção, a possibilidade de continuar existindo é inegável. Por isso é que somos favoráveis a “INTERVENÇÃO MILITAR FFAA’S JÁ”. Pois, após e durante esse combate a corrupção pelo Judiciário nas Operações Lava-Jato, e outras, a única forma de continuar o combate, para arrefecer os ânimos, diminuir a delinquência nessa prática, é uma nova forma de fazer política pública: DEMOCRACIA COM LIMITES. Onde a Ordem Disciplinar, a Educação Moral Cívica” o Amor Pátrio, precisa ser evidenciado, incentivado e ensinado nas escolas entre todos os níveis curriculares escolares”. Entre outras ações indispensáveis, não basta eleição, mudança de Governante. Só isso não basta. . A menos que um eleito possa direciona seu governo para essa democratização consciente onde os cidadãos sejam conclamados a participar no dia dia: DEMOCRACIA COM LIMITES; EXCETO ARMAR A POPULAÇÃO. COMBATER A VIOLÊNCIA, O CRIME ORGANIZADO É DEVER DO GOVERNO COM POLÍTICA COMPETENTE , COM DETERMINAÇÃO: SALÁRIO CONDIZENTE A POLÍCIA: PREPARAÇÃO; CAPACITAÇÃO; COM DESENVOLVIMENTO DE PERSONALIDADE PESSOAL E COLETIVA, QUANTO SUAS OBRIGAÇÕES, E DEVERES DE PROTEGER OS CIDADÃOS DO BEM; E O COMPORTAMENTO DIANTE DOS DELINQUENTES ; CASO A CASO. A POLÍCIA PRECISA DE PREPARAÇÃO PSICOLÓGICA PARA O EQUILÍBRIO DO SOLDADO/AGENTE PARA CADA SITUAÇÃO EM QUE O COMBATE FOR EMINENTE!. A POLÍCIA TEM QUE PROTEGER: INCENTIVAR , E ORIENTAR OS CIDADÃOS QUE TRABALHAM PARA CUSTEAR SEUS SALÁRIOS. /. é preciso uma consciência que precisamos uns dos outros: não podemos conviver com uma polícia em que tenhamos que temê-la !. Assim esperamos, e desejamos!. /.

    Curtir

    1. Diz tudo isso porque é ignorante e preguiçoso. Tipo: filhinho que os papais tem que controlar até na maioridade e também porque não conhece sobre o assunto ” intervenção militar” . Quer realmente mudar pra melhor? Estude história do Brasil, só pra começar.

      Curtir

  3. O juiz Moro trabalhando duro contra a corrupção e professores de universidades públicas aqui no Brasil dando curso para provar que existe um
    Golpe contra o PT. Deveria ser proibido gastar nosso dinheiro público com esta ideologia corrupta .

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s